Na véspera do clássico contra o Vasco, o assunto no Botafogo continua sendo a forte cobrança do vice de futebol Antonio Carlos Mantuano sobre o elenco após o empate em 1 a 1 com o Barra Mansa. Ao comentar o tema, o dirigente não reconsiderou sua atitude, criticando a atuação no jogo e o pênalti perdido pelo atacante Bill.

— Não admito, com todo respeito ao Barra Mansa, ser dominado o segundo tempo inteiro. Não admito ter um pênalti a nosso favor, aos 42 minutos, e perdê-lo de forma bisonha. Cobro e cobrarei sempre. Quem não estiver satisfeito, paciência. Pode ir à luta. Quero comprometimento, vontade — desabafou Mantuano em contato com o Jogo Extra.

Para Mantuano, a presença da cúpula do futebol vem sendo recorrente nos ambientes que envolvem o grupo desde o início do ano

— Foi apenas cobrança. O vice-presidente de futebol não invade vestiário. Desde que assumi o cargo, estou muito atuante e sempre presente — lembrou o dirigente.

As palavras de Mantuano foram ditas antes de o dirigente participar de uma reunião com comissão técnica e jogadores no Estádio Nílton Santos. No encontro, o vice reforçou sua posição, mas reconsiderou a forma como ela foi feita. Descontente com a postura do vice de futebol, René preferiu dar o caso como encerrado.

— Isso é uma coisa interna, mas está tudo bem com o Mantuano, com o Bill e com todo mundo. Só para esclarecer, o Mantuano está sempre no vestiário. Fizemos 11 jogos sem nenhum problema. No 12º, aconteceu um incidente. Senta-se, resolve-se, colocam-se os pontos de vista e tudo ótimo. Está tudo resolvido — disse o treinador.

Neste sábado, o Botafogo realiza sua última atividade antes do clássico contra o Vasco, no domingo, no Maracanã. O técnico René Simões programou uma atividade sem a presença da imprensa para solucionar as dúvidas que possui sobre o time.

Fonte: Extra Online