Ganso no Botafogo? A ideia foi cogitada por Carlos Augusto Montenegro e outros botafoguenses influentes, que se mobilizam para encontrar um ídolo para o clube. Em entrevista ao site “Globoesporte.com”, o ex-presidente revelou o projeto.

– Tem um envolvimento de botafoguenses querendo trazer um jogador para ser ídolo. Já me contataram e falei que sim. São seis pessoas, e podemos trazer alguém que ganhe R$ 600, R$ 700 mil por mês. Agora estamos procurando esse jogador. A gente chegou a pensar no Ganso, mas seria uma conta muito alta e também não sei se faria diferença hoje. Depois da frustração com o Montillo, da mesma forma que o Flamengo teve com o Conca, tem que tomar cuidado na busca. São dois movimentos, primeiro o clube que tem condição de contratar reforços e a diretoria vai saber repor. E o outro movimento é que vamos tentar trazer um 10 ou um cara de ataque – afirmou Montenegro.

O ex-dirigente elogiou a contratação de Alberto Valentim e explicou que, na sua visão, o problema do Botafogo é dentro de campo, no elenco.

– Com a economia que foi feita do técnico e comissão técnica, tipo o que gastaria com Marcelo Oliveira, Oswaldo de Oliveira, Luxemburgo ou o próprio Cuca, você tem condições de contratar quatro ou cinco jogadores. Tem que reforçar o elenco com laterais, cabeça de área e ataque. A gente está sentindo fragilidade desde o ano passado, aliás. O Botafogo há 17 jogos vem muito mal: os últimos 10 de 2017, quando entregou a vaga na Libertadores, e os primeiros sete de 2018, começando mal o Carioca a nível de apresentação. Então não é problema de treinador, tivemos dois nesse período, é de elenco. O Botafogo perdeu vários jogadores importantes, e os reforços ainda não se adaptaram. Vamos torcer muito e ajudar no que puder, mas eu acho que o Valentim precisa de reforços – sinalizou.

Fonte: Redação FogãoNET e Globoesporte.com