Carlos Augusto Montenegro ficou conhecido como presidente do Ibope e do Botafogo, do qual esteve à frente entre 1994 e 1996. No balanço de 2018 ele aparece como credor do clube. Mas o ex-dirigente assegura que tal dívida já não existe. Montenegro conversou com o blog e disse ter esperança de que o clube transforme o futebol numa sociedade anônima a partir de estudo encomendado pelos irmãos João e Walter Moreira Salles para auditar as contas botafoguenses.

O ex-presidente do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro: dívida paga

O Botafogo divulgou seu balanço de 2018 e o senhor aparece como um dos credores do clube…
Carlos Augusto Montenegro: Emprestei, já me pagaram. Tinha garantia real. Acho que temos uma chance de virar S.A . É a saída.

Então a dívida que aparece em balanço não existe mais?
Comigo não.

O balanço de 2018 foi fechado com a situação de dezembro, quando o clube ainda lhe devia, mas foram pagas, seria isso?
Exato.

Qual sua expectativa quanto à recuperação do Botafogo? Em quanto tempo acha possível o clube estar equilibrado financeiramente?
Depende de quais acionistas entrarem e quando.

Os irmãos Moreira Salles seriam uma solução?
Seriam. Junto com vários outros que investiriam junto com eles numa S.A. Inclusive eu.

Como seria isso?
A auditoria contratada por eles está formatando.

Fonte: Blog do Mauro Cezar Pereira - UOL