Presidente campeão brasileiro em 1995, Carlos Augusto Montenegro disparou sua metralhadora giratória nesta segunda-feira, em longa entrevista à Super Rádio Brasil. O ex-dirigente criticou a falta de comando da atual diretoria do Botafogo, o planejamento feito para o Brasileirão, os reforços estrangeiros e os recém-chegados e classificou a atual gestão como “amadora”.

Montenegro falou também dos problemas que o Botafogo tem enfrentado com lesões, fazendo severas críticas ao departamento médico; disse que indicou Grafite no final do ano passado, mas que a diretoria recusou e o classificou como “velho e ultrapassado”; isentou Ricardo Gomes de culpa pela campanha ruim no Brasileiro; e revelou que preferia Caio Martins à Arena na Ilha do Governador.

Confira a íntegra:

AMADORISMO E FALTA DE UM CAMISA 9

É um início de Brasileiro que deixa todo botafoguense muito apreensivo e triste. Há determinadas coisas que mostram que o Botafogo está bem amador. Não é nem problema de dinheiro, é amadorismo mesmo em determinadas áreas importantes do futebol. São pessoas sérias, bem intencionadas, mas que infelizmente muito amadoras. Se pegar a questão da contratação, desde o início do ano sabia-se que o Botafogo precisava de um 9, um centroavante, e um número 10 que fizesse a ligação. Vários jogadores estavam à disposição no início do ano, como Borges, André Lima, Rafael Moura, Kieza, no ano passado até o próprio Grafite foi oferecido, e sempre foram vetados com uma desculpa aqui, outra ali, estava bichado, não serve, é caro, etc… Acabou ficando sem centroavante nenhum. Outro erro é que o Botafogo está com quase 50 jogadores no elenco, alguns jovens que não tem condições de jogar no Botafogo e que já deveriam estar em outros clubes da Segunda e Terceira Divisões. Tem contrato? Empresta. Jogador ruim, se está no elenco, acaba jogando, aprendi isso no futebol.

EXCESSO DE LESÕES

A outra coisa que me preocupa é a grande quantidade de contusões no Botafogo. Não sei se é a parte de fisiologia, preparação física, departamento médico… Você vê jogadores novos, garotos novos, com estiramento, distensão… E o pior, são os que mais demoram a voltar, e quando voltam se contundem de novo. É uma quantidade de garotos bichados, com problemas. Você vê o Vasco com pessoas idosas, com 34, 35 anos, não se machucam. Nenê, Andrezinho, Julio Cesar, Jorge Henrique jogam todas as partidas, e no Botafogo garotos de 19, 20 anos estão todos machucados. O zagueiro argentino machucou e não volta nunca mais. O Emerson zagueiro machucou e não volta nunca mais.

CONTRATAÇÃO DE ESTRANGEIROS E JOVENS NA FOGUEIRA

Outro erro são as contratações dos estrangeiros, são fraquíssimos os cinco, um mais ou menos, mas já vem jogador com edema.. Acho que as pessoas nem viram eles jogar. Pega jogadores como Lizio, Gervasio, tem jogadores com oito gols na carreira inteira! Imagina? Se o cara tem essa quantidade de gols, o que vem fazer aqui? E o pior é que ninguém assume a culpa. O vice-presidente Cacá veio do remo, tem o Gustavo diretor de futebol que é advogado. Tem o setor de inteligência, que sinceramente não estão se mostrando muito inteligentes… Tem que ver de quem é a culpa. Queimando garotos… Pega o caso do Ribamar, é forte, veloz, mas joga pelos lados, e quiseram fazer ele de centroavante. Forçaram a barra e acabam perdendo o jogador. Muito confuso. Estamos chegando a 25% do campeonato, tem jogadores para estrear. Pimpão é bom jogador, veio da Série B, nos ajudou na Série B, mas é jogador de Série B e é mais um que joga pelos lados. Camilo é bom, mas tem altos e baixos, até na Chapecoense ele estava na reserva. E o Canales que era o que mais precisávamos, camisa 9, está com edema, não sei quando vai jogar. A projeção não é muito boa não, infelizmente… Tem jogo quarta, tem jogo domingo contra o Internacional lá no sul.. Hoje o Botafogo está entre os mais fracos do campeonato. Outros times vão reagir e não estou sentindo a gente com essa capacidade. É uma coisa preocupante. Tem que começar a assumir responsabilidades… Está faltando gente que entenda do assunto.

O QUE MUDARIA?

De cara eu mudaria uma pessoa que mande. A política de democracia de 20 pessoas dando palpites e peruadas não ajuda em nada. Porque na hora dos erros, ninguém aparece assumindo. Tem que ter uma pessoa que seja o responsável, que entenda do riscado, que entenda de futebol. Temos a Série B correndo, vamos procurar um goleador na Série B! Acho que tem um pouco de ranço político, não quer jogadores que já jogaram aqui, que lembrem a gestão passada, ou a do Bebeto, “vamos de coisa nova”… Só que essa coisa nova está muito frágil. Não titubearia em trazer desde o início do ano um jogador como Rafael Moura, André Lima… Mencionei o Grafite no ano passado e o que eu ouvi foi que ele estava velho e bichado. Bom, 37 anos velho e bichado e tem sete gols, tem mais gols que todo o time do Botafogo. Como eu gostaria de ter um velho e bichado do quilate do Grafite…

PESO NOS GAROTOS

Agiram muito rápido e na minha opinião bem em relação ao goleiro, porque o Helton Leite não estava dando segurança, buscaram o Sidão. Agiram muito bem nesse caso. Mas é muito devagar essa busca pelo número 9, pelo número 10. Até podem trazer jogadores mais experientes e os garotos crescerem mais. Quando o Seedorf esteve aqui, muitos garotos aprenderam com ele e se destacaram. Não estou falando para trazer um Seedorf, estou falando que quando vem um jogador mais experiente os jovens aprendem. O Vitinho por exemplo aprendeu muito com o Seedorf. Hoje você tem Sassá, Luis Henrique, Ribamar, Leandrinho que podem crescer com jogadores mais experientes. Mas fazer desses jogadores os salvadores da pátria, estamos perdidos…

RICARDO GOMES

A frase dele resume tudo: “não posso tirar leite de pedra”. O Ricardo Gomes, dentro das dificuldades, deu padrão de jogo. Sempre tenho medo do Campeonato Carioca, porque ele ilude, a fragilidade é grande. Até comentei para usar o Estadual para testar jogadores, não aumentar a folha, ganhar ou não ganhar, o importante é chegar bem. Se iludiram, acharam que o que foi feito no Estadual seria suficiente para o Brasileiro, e não é. Futebol hoje está muito competitivo, força muito grande, bola parada… Às vezes temos posse de bola, mas não consegue finalizar. Teve jogo que o Botafogo não conseguiu dar um chute sequer a gol. Não tem ação de bombardeio, porque não sabem fazer o gol. O Sassá entrou agora, melhorou um pouquinho, mas…

EXEMPLO DO VASCO-2015

Tem os paulistas que sempre são fortes, os times do Sul que sempre são fortes, os mineiros que para nossa sorte estão ali, mas o Cruzeiro vai sair… O Sport começou mal, mas deve sair, tem estrutura, tem estádio… Nossa situação é complicada. Daqui a pouco vão chegar reforços, mas cuidado… O Vasco deu exemplo disso, fez um segundo turno quase que irrepreensível e mesmo assim foi rebaixado ano passado. A solução é colocar alguém que mande. Tem muitos grupos políticos, tem departamento de inteligência, departamento de burrice, gerente de futebol, comissão técnica, presidente, tem muita gente! Vai cobrar de quem?

POSIÇÃO NA TABELA

O Botafogo se terminar entre 9º e 16º já é motivo de comemoração. É um ano que não tivemos uma casa, um ano que infelizmente a preparação não foi boa, a escolha do elenco não foi boa… Um ano bem difícil.

ARENA NA ILHA

Não tenho a menor ideia disso. Tive uma conversa com o presidente, o diretor-executivo ainda na época do Caio Martins, que era uma ideia que me atraía, o Caio Martins é a cara do Botafogo, temos história ali, é um alçapão. Sugeri que jogássemos lá numa solução provisória e até me propus a ajudar de alguma forma. Mas não foi adiante, não sei direito por que. Não tive mais contato com as pessoas depois disso. Soube que haveria projeto na Ilha, mas não sei detalhes. Estou imaginando que é um negócio para três meses, porque em outubro já voltamos (ao Nilton Santos). Não sei se ali seria um alçapão, não vou opinar sobre uma coisa que não sei. Tinha que ser visto no início do ano, já sabíamos que não teria nem Maracanã nem Engenhão, e precisamos ter jogos em casa. Me parece que, de todos, Juiz de Fora é o que tem mais a nossa cara, onde melhor nos comportamos, teria investido mais lá, é perto do Rio, tem muitos botafoguenses… Minha cabeça vai mais para Juiz de Fora do que na Ilha, vamos ver.

ESPERANÇA

Quero deixar claro que ainda temos recuperação, apesar de várias coisas terem sido planejadas de forma errada. Torço muito para dar certo, mas infelizmente temos que apontar onde as coisas não estão funcionando.

Fonte: Redação FogãoNET e Rádio Brasil