A negociação entre Botafogo e Loco Abreu não deverá ter um desfecho imediato. Responsável pelas conversas com o clube, o empresário Márcio Bittencourt, amigo pessoal do uruguaio, viajou para resolver outros assuntos e só voltará ao Rio de Janeiro nesta quarta-feira, quando aproveitará as festas de Natal. As tratativas sobre o retorno do atacante ao Alvinegro voltarão a ocorrer somente a partir da próxima sexta.

O contato inicial já foi feito – com interesse mútuo de reatar a relação. O Botafogo vive um período de reestruturação financeira e terá que contar com uma redução nos vencimentos do atacante para fechar acordo. Loco Abreu tem vontade de retornar a General Severiano, com essa questão sendo tratada como detalhe e algo que não será um empecilho.

O Botafogo está animado com a possibilidade de contratar Loco Abreu. Além do quesito técnico, o atacante, ídolo da torcida, é visto como uma boa oportunidade de trazer os torcedores para o lado da nova diretoria, que assumiu o clube no fim de novembro e conseguiu vitórias nos bastidores, como a volta ao Ato Trabalhista e o pagamento da dívida com a Timemania.

O nome de Loco Abreu serviria também para dar um choque no mercado, mostrando para alguns atletas que o Botafogo tem um projeto sério e com condições de contratar com segurança. Para o Alvinegro, após a chegada do uruguaio, o clube teria mais facilidade para fechar com novos reforços e montar um elenco competitivo para a próxima temporada.

Nesse sentido, a permanência de Jefferson é a prioridade. O clube ainda negocia o pagamento de uma dívida de R$ 2 milhões com o goleiro – referente a salários atrasados. Além disso, a diretoria quer renovar o contrato do goleiro da seleção brasileira por três temporadas. A dupla seria o pilar do elenco responsável pela missão de recolocar o Alvinegro na elite do futebol brasileiro.

Fonte: UOL