​O Botafogo está muito de anunciar seu novo centro de treinamento, que ficará em Vargem Pequena, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Durante o lançamento da Chapa Ouro, nesta quinta-feira (28), em General Severiano, Nelson Mufarrej revelou que a situação deve ser resolvida nos próximos dias. O candidato à presidência do clube afirmou que o desfecho final pode acontecer já na semana que vem ou em 15 dias. Ele explicou as ideias do grupo político e comentou sobre o CT.

“O Carlos Eduardo passa a ser o vice e eu o presidente. Isso demonstra credibilidade que tivemos nos últimos três anos com a torcida botafoguense, mostrando o que nós pretendemos e o que vamos realizar com a continuidade. O Botafogo precisa da continuidade, não podemos inventar. Já passou esse tempo. Nós estamos com os pés no chão, trabalhando por essa continuidade porque tem muito trabalho a ser feito, agora com o centro de treinamento, que semana que vem ou em 15 dias vocês vão ter a palavra final”, disse.

As negociações pelo centro de treinamento estão sendo conduzidas pelos irmãos Moreira Salles, dois botafoguenses que serão ressarcidos a longo prazo. O Botafogo aguarda o desfecho para oficializar o negócio de R$ 25 milhões.

Os planos da chapa de situação não pararam por aí. Já projetando 2018, Nelson Mufarrej falou sobre a importância de o Botafogo voltar à Libertadores. O candidato à presidência afirmou que o objetivo é não apenas voltar, mas entrar direto na fase de grupos. E porque não sonhar com o título brasileiro?

“Nós vamos voltar. O que queremos é não ter a pré-Libertadores. Queremos o G-4, G-3, G-2 ou G-1. Eu tenho certeza que com essa equipe de raça, liderada pelo Jair, a gente vai conseguir um grande resultado e vamos voltar à Libertadores. Nós gostamos muito da Libertadores”, completou.

Na mesma linha de pensamento, Carlos Eduardo Pereira, atual presidente e candidato à vice-presidência, disse que o pensamento é fazer o Botafogo a se acostumar a jogar a Libertadores. CEP citou ao Grêmio para explicar a importância do Alvinegro estar sempre disputando a competição.

“Para seguir na busca de títulos, o Botafogo tem que se restruturar, se organizar e se consolidar nesse caminho. É muito importante que sejamos persistente nesse caminho. Não adianta o Botafogo ser um clube que tenha um ano brilhante e outros 10 de ostracismo e maus resultados. Por isso é tão importante que esse Brasileiro nos leve à Libertadores. O Grêmio para conquistar duas, disputou 17. Então precisamos ganhar prática e acostumar o Botafogo a disputar esse tipo de competição”, encerrou.

Fonte: Esporte Interativo