Foram precisas duas temporadas no Botafogo para Victor Luis despertar plenamente a atenção do Palmeiras, clube que o revelou e com quem tem contrato por mais dois anos. O time alviverde já avisou os cariocas que conta com o lateral esquerdo para a próxima temporada. Apesar da valorização com a diretoria, no entanto, o jogador faz questão de ser titular em 2018.

Revelado pelo Palmeiras, Victor Luis foi titular de 25 jogos no Campeonato Brasileiro de 2014, quando o time brigou contra o rebaixamento. Depois daquela campanha, o lateral foi emprestado ao Ceará no ano seguinte e finalmente encontrou sequência no Botafogo. No clube paulista, essa condição de titular não é tão certa, embora o atleta tenha caminho aberto com as atuais situações dos laterais esquerdos palmeirenses: Zé Roberto e Egídio.

Em 2018, o cenário aponta para algo diferente em relação ao elenco palmeirense e positivo para Victor Luis. Zé Roberto, veterano de 43 anos, anunciou mais de uma vez que irá parar de jogar ao fim desta temporada e não há indícios de que o ex-atleta da seleção brasileira vá voltar atrás nesta decisão. Já Egídio, que recuperou espaço depois de ser perseguido pela torcida – especialmente pós-queda na Copa Libertadores -, tem contrato até dezembro e ainda não conversou para renovar.

Victor Luis, no entanto, sempre terá de lidar com o poder econômico do Palmeiras. Mais rico do país hoje em dia, o clube conta com o patrocínio da Crefisa para ir às compras e sempre argumenta estar aberto a “oportunidades de mercado”. Voltar ao clube que o revelou, portanto, pode deixá-lo exposto a uma contratação de última hora que o mantenha no banco.

Neste contexto, o Botafogo é uma opção mais segura. Foi no clube alvinegro e sob o comando de Jair Ventura que o lateral esquerdo ganhou notoriedade e a estabilidade profissional que buscava. Se ficar no clube, ele mantém o status de titular absoluto e líder do elenco. Caso vá ao Palmeiras e termine na reserva, o lateral não descarta buscar outros rumos.

Sem ter muito o que fazer, o Botafogo espera. Apesar de saber que dificilmente terá Victor Luis em 2018, o time de General Severiano ainda sonha com uma reviravolta. A diretoria também negocia a renovação de Gilson, atual reserva, para a próxima temporada. Caso o camisa 6 não fique, a expectativa é pela chegada de um terceiro jogador.

Fonte: UOL