O Botafogo entra em campo neste sábado, às 16h30, para enfrentar o CRB, pela segunda rodada da Série B, para estrear o seu maior reforço na busca pelo acesso à primeira divisão, o Estádio Nílton Santos. Com 13 jogos de invencibilidade em sua casa, desde a derrota para o Flamengo, em 2013, até o fechamento do estádio, o Botafogo sonha com uma marca audaciosa: ser o mandante mais temido da Segunda Divisão.

A ideia da comissão técnica é não perder pontos no estádio e, num cenário ideal, manter a invencibilidade no Rio de Janeiro. Caso não seja derrotado no Nílton Santos durante a Série B, o Botafogo igualaria a marca do Corinthians, que ficou 32 jogos sem perder em sua arena e chegou a ser o melhor mandante do futebol mundial na temporada.

— Será emocionante por lembrar o Nílton Santos — disse o técnico René Simões, ao lembrar o ídolo alvinegro que completaria 90 anos hoje. — Tive o prazer de conhecê-lo e quando colocamos a placa rebatizando o estádio a emoção foi ainda maior — exaltou.

Confiante no desempenho da equipe depois de uma semana cheia para treinamentos, René não vê “pontos negativos” na festa preparada para hoje. Além da celebração por Nílton Santos, o clube comemora o “Dia do Botafogo”, homenagem municipal que lembra o ex-lateral. Para o treinador, não existem armadilhas que possam atrapalhar o Botafogo.

— Só existem pontos positivos. Torcida nunca vai atrapalhar. Vamos jogar em um campo bom, em um bom horário, em dia de festa. Não pode ter armadilha. Temos que encarar como coisas positivas — frisou.

Fora de campo, a diretoria aproveita a empolgação da torcida para alavancar o programa de sócio-torcedor. Durante a semana, o clube adotou uma campanha criada por um grupo de torcedores e iniciou o projeto “Bota 30 mil”, mirando a meta de 30 mil sócios-torcedores. Ontem, o clube chegou a 13 mil adesões.

Fonte: Extra Online