Ídolo do Botafogo, Jairzinho criticou o presidente do clube, Mauricio Assumpção em João Pessoa, no Tour da Taça da Copa do Mundo. O motivo da revolta é a demissão do filho dele, Jair Ventura, do cargo de auxiliar técnico, o que aconteceu no fim do ano passado.

– Eu fui traído. Eu ajudei o Maurício (Assumpção) a se eleger e se reeleger e ele me deu como prêmio mandar meu filho embora, depois de seis anos. A importância dele (Jair Ventura) era vital para o comportamento tático da equipe do Botafogo, porque ele fazia a leitura dos próximos adversários. O Botafogo foi campeão carioca, se classificou para a Libertadores com a participação dele, importantíssima dentro do conjunto técnico. E agora o presente que ele recebeu foi, no dia de Natal, o Maurício tê-lo mandado embora – disparou em entrevista ao site Globoesporte.com.

Fonte: Redação FogãoNET