“Jogador indisciplinado e já teve problemas com álcool. Precisa de atenção, mas é um bom jogador”.

As palavras são de um jornalista que acompanhou Leo Valencia nos tempos de Palestino-CHI. Os atos de indisciplina o renderam consequências graves. Por conta de problemas na Justiça chilena (​agrediu a ex-noiva e foi condenado a pagar pena alternativa, conforme publicado em primeira mão pelo Esporte Interativo), o meia não está conseguindo obter o visto de trabalho no Brasil para, enfim, estrear com a camisa do Botafogo.

O técnico Jair Ventura, em coletiva de imprensa após o jogo da última quinta-feira (20), diante do Atlético-PR, classificou o caso do chileno Leo Valencia como “um pouco mais enrolado”.

“A situação de (Leo) Valencia é um pouco mais enrolada”.

Para que o torcedor entenda melhor o problema de Leo Valencia, a reportagem do Esporte Interativo entrou em contato com uma pessoa ligada ao caso, que pediu para não ser identificada. A circunstância é rara, mas possível de ser resolvida.

“O atleta tem problemas com a Justiça do Chile. Lá, ele foi condenado a uma pena alternativa que não seja prisão (Leo Valencia agrediu a ex-noiva e foi condenado por isso). Essa pena, ele (Leo Valencia) pode cumprir no Brasil. Essas prestações alternativas, ele pode cumprir aqui no Rio de Janeiro, já que ele vai ser um atleta contratado pelo Botafogo, no período em que ele estiver vivendo no Brasil, e sobre as condições que o juiz (no Chile) o condenou estipular”.

E como é feito esse processo?

Do Chile, sai um documento chamado “carta rogatória”, solicitando o cumprimento dessas medidas junto ao juízo do Rio de Janeiro. Pode fazer isso através de uma solicitação de um corpo juízo (advogados) junto ao poder judiciário chileno, passa pelo consulado e vai ser distribuído à Justiça brasileira. Ai, a partir disso, ele passa a cumprir essas penas no Rio de Janeiro.

Alguma chance de Leo Valencia não conseguir o visto de trabalho?

É um trâmite Internacional. Evidentemente requer muito trabalho, mas há possibilidade de ser feito e óbvio que vai ser feito. Está demorando para ser regularizado porque é muita burocracia. O caso envolve a Justiça brasileira, a chilena e o consulado, que é quem libera o documento.

Já tinha visto um caso como esse anteriormente?

Eu não conheço outro caso internacional nesse estilo. Mas há possibilidade através de uma determinação do judiciário chileno que a pena seja cumprida aqui no Rio de Janeiro.

No dia 14 de julho, cinco dias após chegar ao Rio de Janeiro, Leo Valencia postou foto em sua rede social no consulado chileno, com a seguinte frase: “Tramites”.

O Botafogo corre contra o tempo. Uma pessoa ligada ao clube confirmou a informação e disse que o problema vai ser resolvido, mas, pelo visto, está dando mais trabalho do que imaginavam.

Bem fisicamente, mas sem visto de trabalho, a única certeza é que Leo Valencia não estreia com a camisa do Botafogo no próximo jogo, contra o Atlético-GO, no domingo (23), às 19h (de Brasília), pelo Campeonato Brasileiro.

Fonte: Esporte Interativo