​A novela da regularização de Leo Valencia ainda não chegou ao fim. ​Condenado por agredir a ex-noiva no Chile (informação revelada em primeira mão pelo Esporte Interativo), quando atuava pelo Palestino, o meia ainda não conseguiu obter o visto de trabalho no Brasil. Com a ausência do documento, o jogador está impossibilitado de ter o nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário).

Pela primeira vez, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, comentou  a situação de Leo Valencia. O mandatário garantiu que a “ficha suja” do chileno não foi surpresa para os dirigentes.

“Não chegou a ser uma surpresa. Era uma coisa que já havia sido citada, tanto é que quando se deu entrada na documentação, fez-se da forma completa. Apenas tem um trâmite da legislação brasileira que às vezes demora um pouco mais, pois envolve Brasília, o Ministério da Justiça. Mas não há nenhuma dificuldade. Espero que ele esteja disponível já para o próximo sábado”, disse o dirigente durante o lançamento da campanha “Agasalho Alvinegro”.

A equipe de reportagem do Esporte Interativo voltou a falar com pessoas ligadas ao caso de Leo Valencia, que garantiram não ter novidades a respeito do assunto. O jogador não vai ter o nome publicado nesta segunda-feira (24). Caso queria contar com o meia no sábado (29), diante do São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro, o Botafogo precisa correr contra o tempo e regularizar o atleta até sexta-feira (28), 24 horas antes da partida.

Entenda o caso:

Após agredir a ex-noiva, Leo Valencia foi condenado a cumprir uma pena alternativa no Chile. Por ter a “ficha suja”, o meia precisa de uma liberação do juíz que o condenou para pagar essa pena em solo brasileiro.

E como é feito esse processo?

Do Chile, sai um documento chamado “carta rogatória”, solicitando o cumprimento dessas medidas junto ao juízo do Rio de Janeiro. Pode fazer isso através de uma solicitação de um corpo juízo (advogados) junto ao poder judiciário chileno, passa pelo consulado e vai ser distribuído à Justiça brasileira. Aí, a partir disso, ele passa a cumprir essas penas no Rio de Janeiro. 

 

Fonte: Esporte Interativo