A reunião convocada pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro para decidir se o Campeonato Carioca continua ou não por causa da pandemia do novo coronavírus ainda não acabou até o fechamento dessa reportagem. Porém, o presidente do Botafogo, Nelson Mufarrej, mostrou-se favorável à interrupção.

Mufarrej foi acompanhado pelos presidentes do Fluminense, Mario Bittencourt, e do Vasco, Alexandre Campello, que deixou a sede da Ferj mais cedo. O Flamengo, na figura do presidente Rodolfo Landim, defende que o Estadual continue, assim como os clubes de menor investimento.

– Tivemos ontem o jogo e ver o estádio vazio é horrível, mas teve a comissão técnica do Bangu, do Botafogo, nós dirigentes… Há contato. É uma posição que temos que tomar com muito cuidado. Nós ouvimos o presidente do Sindicato dos Jogadores e dos Treinadores dizendo que o campeonato não deve continuar. Ontem quando terminou o jogo, estive com o técnico Paulo Autuori e os jogadores, entraram em campo em protesto pelo que o governador falou e também como precaução. Não sabemos se teremos problema de greve. Tive prejuízo ontem com a estreia do Honda. Temos que tomar prevenções. Vou continuar trabalhando. Minha sugestão é que pare por 15 dias e vamos analisar. Lamento, é preciso cumprir esse protocolo. Não quero amanhã ouvir que o presidente foi culpado disso ou daquilo. A sociedade exige isso da gente – ponderou o dirigente.

Nesta segunda-feira, as federações de São Paulo e Rio Grande do Sul decidiram paralisar suas competições estaduais – a Federação Mineira já havia tomado a mesma decisão no domingo. Competições organizadas pela CBF e pela Conmebol também foram suspensas.

Fonte: Redação FogãoNET