Faixa exibida pela torcida do Botafogo em ato contra o impeachment

O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, disse ao Panorama Esportivo que lamenta o uso político do escudo do clube, numa referência à faixa “botafoguenses contra o golpe”. A faixa foi estendida sobre os Arcos da Lapa durante a manifestação de artistas contra o impeachment de Dilma Roussef. Antes, o mandatário alvinegro já havia entrado numa polêmica no Facebook ao ameaçar acionar o departamento jurídico após o compartilhamento de uma montagem com símbolos do clube e comunistas.

– O momento não é bom para envolvimentos políticos. Lamento que as pessoas tenham usado o escudo do Botafogo para esse fim. O clube acaba se envolvendo num clima partidário – disse Pereira.

Depois de se exaltar com torcedores no Facebook ao ver o escudo associado a uma foice e um martelo, dizendo que os responsáveis iriam responder judicialmente, o presidente suavizou o discurso:

– Vamos, oportunamente, tomar algum tipo de decisão. Agora não é o momento. Vamos deixar clarear um pouco, o que pede serenidade e sobriedade. Depois, nós avaliamos.

Post do presidente do Botafogo no Facebook

Questionado pelo Panorama Esportivo se é a favor ou contra ou impeachment, Pereira saiu pela tangente:

–  Sou um democrata, a favor da lei. Nada além disso. Não posso expressar uma posição de pessoa física ocupando esse cargo. Os interesses do Botafogo têm que estar em primeiro lugar.

Montagem com símbolo comunista e escudos do Botafogo circula nas redes sociais
Fonte: Blog Panorama Esportivo - O Globo Online