O risco de o Botafogo não disputar o Campeonato Estadual do Rio de Janeiro existe, mas nem mesmo a ausência momentânea Certidões Negativas de Débito (CNDs) deve resultar em punição.

O caso está na mão de José Teixeira Fernandes, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), que indicou que a participação deve ser liberada. Nesta sexta, ele vai anunciar se acata a liminar impetrada:

– Temos que pensar primeiro no Campeonato Carioca. Pelo que foi dito para mim, e ainda não posso afirmar isso, os clubes (Botafogo, America e Bangu) não tiveram culpa, a burocracia do país parece que atrapalhou. Se for isso mesmo, os clubes não podem pagar.

Fernandes se refere aos trâmites existentes para a adequação dos clubes à MP do Futebol, sancionada em agosto do ano passado. Pelo texto aprovado na Câmara e sancionado pela presidente Dilma Rousseff, a apresentação das certidões são pré-requisitos fundamentais para a participação em todas as competições.

Os casos do trio estão sendo estudados separadamente, mas a decisão será a mesma para todos.

– Como o pedido é o mesmo, a decisão vai ser no mesmo sentido. Mas tenho de pensar, não posso tomar uma decisão leviana – disse o presidente.

Fonte: Extra Online