Nesta quinta-feira (01/12), primeiro dia de 2015, uma nova temporada se inicia de forma oficial para todas as equipes do futebol brasileiro. Ainda aproveitando o feriado pelas festas de fim de ano, os clubes começam os preparativos para a reapresentação visando o início da pré-temporada. No Botafogo, que neste ano não disputará a Série A do Brasileirão, não poderia ser diferente. Em entrevista exclusiva para a Super Rádio TUPI, o presidente alvinegro, Carlos Eduardo Pereira, falou sobre sua expectativa para o time de General Severiano.

“Temos uma boa expectativa para o ano de 2015. Sabemos que será um ano duro, porque apesar das conquistas pontuais no fim de 2014, ainda temos restrições e dificuldades. Teremos um orçamento muito abaixo do que teria normalmente e teremos que nos desdobrar para que o clube rode, minimamente em boa condições. Vivemos a expectativa da liberação das penhoras pelo retorno ao Ato Trabalhista e também de um retorno positivo da procuradoria da Fazenda Nacional para nosso pleito, de compensação às despesas que venceram no fim de 2014, além das verbas que bloqueadas que tínhamos lá, isso referente ao REFFIS.”

O dirigente alvinegro aproveitou para falar também do alívio pela resolução da dívida com o Guangzhou Evergrande, clube onde atua o ex-jogador alvinegro Elkeson. No entanto, apesar de conseguir quitar a pendência em questão, outra transação de um ex-atleta do clube precisará de atenção especial neste início de temporada.

“No fim do ano passado conseguimos quitar a pendência com relação ao Elkeson, que era uma ameaça muito grande. Agora, no início deste ano, teremos que responder pela negociação do Herrera, onde ficaram algumas importâncias a serem pagas. Mas, no fim das contas, acredito que conseguiremos colocar um bom time em campo. Teremos um ano difícil porém com boas chances de irmos bem no Campeonato Carioca, além de conseguir o acesso para Série A no fim do ano.”

Herrera deixou o Botafogo em 2012, após assinar contrato com o Emirates Football Club, dos Emirados Árabes. O jogador acertou sua ida para o clube árabe por três temporadas e atua pela equipe estrangeira. O atacante chegou ao Glorioso em 2010, quando conquistou o Campeonato Carioca do mesmo ano ao lado do uruguaio Loco Abreu, com quem formou o “ataque mercosul”.

Fonte: Super Rádio Tupi