A empolgação da torcida do Botafogo com o momento do time é palpável: ontem, uma hora após a abertura de check-in para a partida contra o Nacional, do Uruguai, pela Libertadores, que acontece no próximo dia 8, mais de 5 mil pessoas haviam garantido seus lugares no Nilton Santos. No fim do dia, já eram mais de 11 mil. Para o duelo contra o Atlético-MG, amanhã, pela Copa do Brasil, já são mais de 16 mil.

O benefício para as finanças do clube da venda de ingressos de jogos como esse é como as partidas em si: importantes, mas pontuais. Por isso, o Alvinegro tenta transferir o ânimo momentâneo em fonte de renda constante: o programa de sócio-torcedor, em que a renda passa a ser fixa e mensal. E vem sendo bem-sucedido: o Sou Botafogo cresceu mais de 400% em um ano. Já são mais 33 mil associados, contra cerca de 5 mil em março 2016, resultando num aumento ainda maior da renda proveniente dele.

Aumentos no programa de sócio-torcedor
Aumentos no programa de sócio-torcedor Foto: Editoria de Arte

A intenção é chegar a 80 mil sócios, ou 2% da torcida do clube, pois essa seria a proporção ideal de acordo com o estudo de uma empresa especializada. O Botafogo é o 11º clube do Brasil com mais associados, à frente do Vasco — segundo o site “Futebol melhor”, o Cruz-Maltino tem cerca de 16 mil —, está na cola do Fluminense, com aproximadamente 35 mil, mas bem atrás do Flamengo, que tem 102 mil, segundo o mesmo site.

O desempenho em campo é, sem dúvida, um fator importante no crescimento. Entretanto, com promoções e outros benefícios, como produtos especiais e transporte para os jogos, o Botafogo tenta manter seus torcedores como sócios independentemente da performance.

— Essa é a única forma de o clube depender menos da renda da TV, gerar uma receita nova, um dinheiro novo, para investir no futebol e manter o bom desempenho em campo. Quanto mais sócios tivermos, mais fortes estaremos — afirma o vice-presidente Social e de Comunicação do clube, Márcio Padilha: — Vale muito a pena. O pacote Sudeste custa R$450 reais por ano e o ingresso da Libertadores foi R$ 80 no setor Leste. Então, cinco jogos já custariam R$400, quase o preço do pacote.

Fonte: Extra Online