Antes do embarque para Buenos Aires, o técnico Eduardo Hungaro já havia avisado seus jogadores que pediria demissão em caso de eliminação na primeira fase da Copa Libertadores. A confirmação da desclassificação, com derrota por 3 a 0 para o San Lorenzo, precipitará a decisão. No clube, também é consenso que precisa haver mudança. No retorno da Argentina, Eduardo Hungaro não será mais o treinador.

A decisão no final do ano passado foi apostar em um técnico que conhecesse a estrutura do clube e tivesse relação com o sucesso das divisões de base. Desde os anos 60, o Botafogo não lançava – e confirmava – tantos jovens jogadores. Eduardo Hungaro fez parte desse trabalho da base e foi assistente de Oswaldo de Oliveira. Juntos, lançaram jogadores como Dória, Vitinho, Cidinho, Octávio e Gegê.

O próprio treinador sabia ter a chance de sua carreira, que tinha como ponto mais forte o trabalho na base e o acesso do Sertanense para a II Divisão B de Portugal.

Fonte: Blog do PVC - ESPN.com.br