Quatorze dos 17 integrantes do elenco do Botafogo campeão da Série B que saíram no fim do ano passado estão se mobilizando para acionar o clube na Justiça por conta de dívidas referentes a salários, férias e premiações, segundo informa o site Globoesporte.com.

Os jogadores criaram até um grupo de Whatsapp e procuraram João Chiminazzo, advogado especialista, para estudar as medidas a serem tomadas. Eles alegam que o Botafogo deixou de se responsabilizar em pagar os salários quando o retorno à Série A já estava garantido, no dia 10 de novembro, após vitória sobre o Luverdense.

Os atletas, que não tiveram seus nomes revelados, também estão chateados por não terem recebido a premiação pelo título da Série B, no valor de R$ 400 mil. E ficaram ainda mais indignados por saberem que essa quantia foi depositada pelo clube para renovar com Willian Arão – valor devolvido pelo volante, que saiu via Justiça e foi para o Flamengo.

A ação judicial dos jogadores não deve ser coletiva, mas sim individual. Domingos Fleury, vice-presidente jurídico do Botafogo, mostrou-se tranquilo e negou que haja qualquer dívida salarial com qualquer atleta.

– Foram e estão quitados, não existe atraso de salários. Premiação não sei dizer – afirmou Fleury.

Fonte: Globoesporte.com