RAFAEL MARQUES DECIDE, FOGÃO VENCE E SEGUE LÍDER

Compartilhe:

Rafael Marques fez dois gols, o segundo deles um golaço (FOTO: Vitor Silva/SSPress)

Rafael Marques fez dois gols, o segundo deles um golaço (FOTO: Vitor Silva/SSPress)

Em um clássico movimentado e com muitos gols, o Botafogo chegou a fazer 2 a 0, cedeu o empate mas, com um gol de Rafael Marques, selou a vitória por 3 a 2 sobre o Vasco, na noite deste domingo, no Maracanã. Com o resultado, o Alvinegro voltou à liderança do Brasileirão, com 23 pontos. Já o cruz-maltino, com 14, terminou a rodada na 10ª colocação.

Na quarta-feira, o Alvinegro vai a Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG. Na quinta, o Vasco receberá a Ponte Preta, em São Januário.

Rafael Marques balançou a rede duas vezes. Seedorf também deixou sua marca. André fez os gols do Vasco.

O jogo começou em ritmo acelerado, com boas investidas de ambos os times. O Botafogo, porém, teve as melhores chances. A disputa no meio-campo ficou acirrada, com o Vasco apostando no talento de Juninho Pernambucano e os alvinegros contando com Seedorf.

André chegou a marcar de cabeça para o Vasco, mas o árbitro anulou alegando impedimento. Na sequência, aos 22, Gabriel arriscou um chute de longe e a bola caiu nos pés de Rafael Marques, que abriu o placar. A superioridade no placar era reflexo do que acontecia em campo.  E, depois de boa assistência de Vitinho, Seedorf, com belo toque, ampliou. Apesar do placar, o holandês passou a orientar o time para que não recuasse.

O Alvinegro passou a ter amplo domínio e poderia ter feito mais gols na etapa inicial.  Não fez e levou, depois de belo drible de Juninho e toque para André, que diminuiu.

Gols no começo do 2º tempo

Com o gol no fim do primeiro tempo, o Vasco voltou empolgado e novamente André marcou e deixou tudo igual. Mas nem deu tempo de comemorar. Logo em seguida, Rafael Marques colocou o Botafogo novamente em vantagem.

A partida seguiu em ritmo acelerado, com o Botafogo superior. O Vasco tinha dificuldade para se lançar ao ataque, mas ainda conseguiu levar perigo ao gol de Jefferson. Depois de uma finalização, Juninho Pernambucano sentiu dores na panturrilha direita. Como Dorival Júnior já tinha feito as três substituições, o camisa 8 foi para o sacrifício e ficou em campo até o fim.

Por volta dos 30 minutos, o cruz-maltino já tinha equilibrado a partida. Aos poucos, o ritmo do jogo caiu, o Botafogo soube administrar o resultado e foi premiado com a vitória e o retorno à liderança do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 3 BOTAFOGO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 4/8/2013 – 18h30
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Luiz Antonio Muniz de Olveira (RJ)
Renda e público: R$ 1.375.320,00 / 24.979 pagantes / 33.419 presentes
Cartões amarelos: Yotún, Wendel, Renato Silva e Pedro Ken (VAS); Bolívar e Gabriel (BOT)
Cartões vermelhos:
GOLS: Rafael Marques 22’/1ºT (0-1), Seedorf 30’/1ºT (0-2), André 44’/1ºT (1-2), André 2’/2ºT (2-2) e Rafael Marques 4’/2ºT (2-3)

VASCO: Diogo Silva, Nei, Renato Silva, Rafael Vaz e Yotún; Sandro Silva (Fagner 21’/2ºT), Guiñazú (Wendel 31’/1ºT), Pedro Ken e Juninho; Eder Luis (Robinho 9’/2ºT) e André – Técnico: Dorival Júnior.

BOTAFOGO: Jefferson, Gilberto, Bolívar, Dória e Julio Cesar (Lima 34’/2ºT); Marcelo Mattos e Gabriel, Lodeiro (André Bahia 46/2ºT), Seedorf  e Vitinho (Elias 25’/2ºT); Rafael Marques – Técnico: Oswaldo de Oliveira.



Fonte: Globoesporte.com (texto) e Lancenet! (ficha)
Comentários