O técnico René Simões já reclamou do Botafogo até após uma vitória sobre o Flamengo, mas, neste domingo, o comandante disse ter aprovado a atuação do Alvinegro mesmo tendo ficado no empate por 1 a 1 com o Vasco, no Maracanã, pela 13ª rodada do Campeonato Carioca. Segundo o treinador, o time fez uma das melhores partidas sob seu comando, principalmente na etapa inicial.

“Foi um dos melhores primeiro tempo do Botafogo nesses 13 jogos [tempo que René comanda o time]. E tomamos um gol. Mas mantivemos a média e marcamos um gol. Isso me deixa feliz”, elogiou o técnico.

“Gostei do time. Estávamos com poucas opções de substituições. Fizemos um ótimo primeiro tempo, com o Tomas fazendo o papel do Julio dos Santos. No segundo tempo o Elvis fez essa função. O [Diego] Giaretta [zagueiro escalado como volante] foi uma decisão acertada. Foi o melhor em campo. Se alguém merece nota 9, é ele”, destacou René.

Se gostou da atuação do Botafogo, René não ficou nem um pouco feliz com a postura do argentino Guiñazu durante o clássico. Para ele, o volante vascaíno merecia ter sido expulso por uma falta que cometeu.

“O Vasco foi um time agressivo, forte. O Guiñazu quer controlar o jogo e fez uma falta desqualificante. Vejo duas equipes que jogaram com uma pegada muito forte, e poderia ter saído mais gols”, analisou o treinador, que depois criticou o excesso de faltas.

“Sou totalmente contrário a faltas. O Botafogo fez 21 faltas. É muita coisa. O jogo fica ruim, feio. Temos que aprender a marcar sem faltas. O futebol brasileiro precisa aprender isso”, opinou René.

O Alvinegro agora é o terceiro colocado, com 29 pontos, três a menos que o Flamengo, um atrás do Madureira e na frente do Cruzmaltino apenas no saldo de gols. O Botafogo pega o Madureira no próximo final de semana, pela 14ª rodada.

Fonte: UOL