A vitória por 3 a 0 do Botafogo sobre o Bangu, nesta quarta-feira, no Estádio Los Larios, teve dois lados para o técnico René Simões. O treinador criticou o desempenho da equipe no primeiro e elogiou a melhor atuação na segunda etapa. Para René, o Botafogo precisa entender as características da partida.

— Acho que a diferença pontual entre o primeiro e o segundo tempo foi a nossa postura. No primeiro tempo, parecia que o Bangu tinha 11 jogadores e Botafogo 10. Jogamos de forma lenta, sem intensidade. Esfriamos em campo. No segundo tempo, trocamos a lentidão e comandamos o jogo. A grande lição para o time é pensar o jogo e fazer o que é necessário para vencer — analisou o treinador.

De olho nos desempenhos individuais de algumas peças, o treinador defendeu a escolha do meia Tomas Bastos no meio de campo. Segundo René, o jogador precisa ter tempo em campo para entrar no ritmo da equipe:

— Já falei que na hora que ele estiver em forma, as pessoas vão ver quem ele é e a sua qualidade. É um jogador de alta velocidade. Ele e o Jardel tem características parecidas e os dois estão tendo que se comunicar para ver quem chega mais à frente.

O elenco do Botafogo volta a treinar nesta quinta-feira, no Estádio Nilton Santos. A próxima partida no Estadual será contra o Friburguense, na próxima quarta-feira, em Nova Friburgo.

Fonte: Extra Online