A goleada sobre o Bonsucesso foi importante no processo de retomada da confiança, mas jogadores e comissão técnica ficaram satisfeitos mesmo foi com a volta do Botafogo ao Engenhão, agora Estádio Nílton Santos. Do capitão e ídolo Jefferson ao treinador René Simões, todos destacaram a importância de o time voltar a ter uma casa, um local como referência.

– Se o Botafogo tivesse o Engenhão no ano passado, não teria caído e não estaria hoje nesta situação. É muito ruim não ter uma referência. Os próprios jogadores estão empolgados, querendo mostrar que aqui é a nossa casa – destacou René Simões, que apareceu para a entrevista coletiva usando uma camisa confeccionada pelo Bonsucesso em homenagem a Nílton Santos.

Segundo o treinador, a volta ao seu estádio pode ser considerado um grande reforço para o Botafogo na temporada.

– Talvez seja o segundo maior do Botafogo para a temporada, atrás apenas do Jefferson. Podem até ganhar da gente aqui, mas terão de se esforçar muito.

Jefferson, que já viveu grandes momentos no estádio, era uma dos mais empolgados. Vestindo uma camisa preta onde se lia “Estádio Nílton Santos, aqui é a nossa casa”, o goleiro tem o mesmo pensamento do treinador.

PUBLICIDADE

– Aqui vai ser o nosso caldeirão. Vivi muitas coisas boas aqui e estou bastante motivado. Tenho certeza de que o novo nome do estádio vai nos trazer muita sorte. Tenho certeza de que durante o ano a torcida vai estar sempre ao nosso lado. Aqui é a nossa casa e todo mundo tem que saber disso.

Rodrigo Pimpão destacou a importância de o Botafogo ter conseguido um bom resultado na volta a seu estádio.

– Voltar para casa com um resultado expressivo tem um efeito psicológico importante. No próximo jogo a torcida vai estar mais confiante, mais empolgada.

Fonte: O Globo Online