Ricardo Gomes atribui atuação ruim à maratona de jogos: ‘Faltou frescor físico’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Vaiado e xingado de “burro” por alguns torcedores que foram ao Estádio Nilton Santos no empate do Botafogo em 1 a 1 com o Oeste, o técnico Ricardo Gomes atribuiu a atuação ruim da equipe à maratona de jogos da Série B do Campeonato Brasileiro. Sem desligitimar o protesto dos torcedores, ele reclamou da desgastante sequência.

– O torcedor paga ingresso porque quer ver um bom espetáculo. Se não acontece, as críticas vão acontecer. Não tem como negar o direito do torcedor de criticar. Quantos treinos nós demos depois do jogo com o Mogi Mirim? Hoje faltou frescor físico. Torcedor não quer saber disso, que saber do bom espetáculo. Estou justificando essa condição – disse.

Ricardo Gomes justificou que não escalou Neilton de início porque o atacante voltava de lesão e ainda carecia de um melhor condicionamento. Ele defendeu o posicionamento mais avançado de Elvis e admitiu que poderia ter sido um pouco mais rápido nas alterações que fez no segundo tempo.

– As substituições poderiam ter sido um pouco mais cedo, mas o Elvis estava bem no jogo. Recuperávamos a posse de bola, mas não tínhamos a inspiração. O físico faz com que você chegue atrasado, escorregue, a sequência de jogos fez com que isso acontecesse – afirmou o treinador.

Notícias relacionadas