Risco de queda cai para 59%. Matemático: ‘Podemos trabalhar com 45 pontos’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

A conta da salvação no Campeonato Brasileiro está menos dramática. Segundo o matemático Tristão Garcia, com tantos times embolados na zona de degola, a pontuação para escapar caiu do patamar de 46 pontos.

— Neste momento, podemos trabalhar com a pontuação de corte em 45 pontos, mas sempre com o olho aberto — analisou Tristão, antes de comentar a situação específica do Botafogo, carioca envolvido nesta briga: — O Botafogo venceu na rodada, e os adversários diretos pouco andaram. O Grêmio ajudou muito com o empate com o Coritiba. O clube paranaense ficou ao alcance do Alvinegro. Se você for olhar bem, os outros adversários também não venceram, apenas o Vitória. Foi uma rodada favorável.

A situação do Alvinegro no Brasileiro ainda é crítica, mas está um pouco menos pior. Após a vitória de 2 a 1 sobre o Flamengo, na Arena Amazônia, em Manaus, o time respirou na briga contra o rebaixamento. O risco de queda ainda é alto, 59%, mas já foi maior. A matemática do Botafogo para evitar a queda , assim, é um pouco menos complicada. Quatro vitórias em sete jogos segurariam o Alvinegro na Série A.

O Alvinegro está na 17ª posição, ainda na zona de rebaixamento, com 33 pontos. O desafio da salvação, porém, ainda é grande, a começar pelo duelo de domingo, em Belo Horizonte, contra o líder Cruzeiro. Nas duas rodadas seguintes, o time do técnico Vagner Mancini enfrenta Atlético-PR e Fluminense.

— O Botafogo não tem escolha. Agora é vencer ou vencer. O aproveitamento que o time necessita nestas últimas rodadas é de 57% aproximadamente para conseguir escapar — disse Tristão, calculando uma campanha de time que está no G-4.

Notícias relacionadas