O ex-jogador Rodrigo Bekcham conseguiu na Justiça uma vitória para receber R$ 8.034.004,37 do Botafogo por conta de salários atrasados no período em que atuou pelo clube, entre 1999 e 2001, na gestão Mauro Ney Palmeiro. A dívida na época era de R$ 3,5 milhões, e atingiu o valor atual com as correções. A informação é do blog Bastidores FC, do Globoesporte.com.

Após 13 anos de brigas na esfera judicial, a 36ª Vara Cível do Rio de Janeiro determinou a penhora do valor a ser realizada em crédito do Botafogo através da 11ª Vara Federal de Execução Fiscal em função da uma dívida com o ex-atleta. Como é um processo cível, o valor não entra no Ato Trabalhista.

No mês passado, Rodrigo Beckham conseguiu o bloqueio de 5% da renda (R$ 120 mil) de Botafogo x Nacional-URU, pela Libertadores. O Alvinegro pode tentar embargar a execução da dívida.

– O Botafogo já se pronunciou em juízo e não tem o hábito de advogar pela mídia. Confiamos na Justiça e aguardamos a decisão sobre o processo – disse Domingos Fleury, vice-jurídico do clube, ao Globoesporte.com.

Fonte: Blog Bastidores FC - Globoesporte.com