Roger fala sobre ida da torcida ao treino: ‘Não acho justo ir no trabalho cobrar’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Depois da eliminação na Copa do Brasil, na última quarta-feira (23), para o Flamengo, um grupo de cerca de 30 torcedores foram ao Nilton Santos para conversar com o grupo. O tom do papo foi de apoio para o restante da temporada, mas também de cobrança. Uma atitude que, para o atacante Roger, não foi correta.

“O torcedor tem todo o direito de cobrar. Não acho justo é ir no trabalho cobrar, isso eu não concordo. Mas é uma escrita do Brasil e não sou eu que vou mudar. Até porque a gente não concorda com muita coisa no Brasil e não vai no escritório de ninguém cobrar. Mas não fez nenhuma diferença porque a gente sabe que o trabalho está sendo bem feito”, disse.

O jogador falou sobre o episódio neste domingo (27), depois de o Botafogo bater o Bahia por 2 a 1, na Fonte Nova, pelo Campeonato Brasileiro. Roger garantiu que as cobranças não foram fundamentais para o time voltar a vencer e voltou a demonstrar confiança no trabalho feito pelo técnico Jair Ventura.

Notícias relacionadas