A ansiedade é o sentimento que definiu o retorno de Roger ao Botafogo. Após passar por uma cirurgia para retirar um tumor no rim, no dia 8 de outubro, o atacante fez sua primeira atividade no Estádio Nilton Santos. Após fazer reencontrar os companheiros, o jogador concedeu uma entrevista coletiva para falar sobre o seu novo momento.

Pela manhã, o camisa 9 correu em volta do campo ao lado do preparador Alex Rites e fez musculação. Roger afirmou que está liberado pelos médicos e que não tem nenhuma restrição para voltar a treinar e jogar. Por perder muita massa muscular e emagrecer muito durante o processo – foram quase quatro quilos –, o jogador precisará recuperar tudo novamente para estar apto a jogar e treinar com bola.

– Não tenho mais nenhum tipo de restrição, nenhum acompanhamento diário. Vou passar no médico a cada seis meses, até por questão de precaução. Estou tranquilo, extremamente saudável, fiz musculação hoje, corri no gramado. Vamos com calma, sem queimar etapas. Agora é evoluir. Perdi uma massa muscular considerável e emagreci de 3,5 quilos a 4 quilos. Tenho o desejo de jogar os últimos dois jogos, mas não vou criar expectativa porque sei que a coisa não é assim, estive um longo tempo parado – afirmou.

Roger correu em volta do campo ao lado do preparador Alex Rites e fez musculação
Roger correu em volta do campo ao lado do preparador Alex Rites e fez musculação Foto: Vitor Silva / SS Press /Botafogo

O atacante elogiou o bom momento de Brenner e disse que retorna ao Botafogo por brigar por posição no time titular.

– Tenho esse desejo de jogar esses dois últimos jogos, depois de 20 dias de treinamentos. Quero estar à disposição. Não estou dizendo que vou jogar, até porque o Brenner está muito bem e hoje é o titular – disse.

Feliz com o retorno, o jogador contou que nem conseguiu dormir de tanta ansiedade.

– Eu quero agradecer a Deus por estar aqui, com saúde, por estar curado. Não teria como começar a entrevista sem agradecer a todas as pessoas que me mandaram mensagens. Obrigado pelo carinho do povo brasileiro. Essa vitória de hoje fortalece a fé de todos. Dá a chance de eu voltar a treinar. Nem dormi a noite, não via a hora de acordar para estar aqui, correndo com os amigos e resenhando no vestiário – disse o atacante que ainda completou:

– O dia 7.11.2017 fica marcado com certeza. Eu começo uma nova carreira, um tempo novo de muita alegria.

Roger fez musculação no seu primeiro dia no Botafogo
Roger fez musculação no seu primeiro dia no Botafogo Foto: Vitor Silva / SS Press / Botafogo

Confira outros trechos da coletiva:

Renovação de contrato

A diretoria do Botafogo nos procurou, foi feita uma proposta da nossa parte e estamos esperando uma resposta do clube. Acredito que na próxima semana teremos uma resposta. Sempre respeitando o clube e seu planejamento. Mas está caminhando. O Botafogo tem a prioridade. Muita gente me pergunta sobre outros clubes. Mas na verdade eu tenho primeiro que resolver a minha situação com o Botafogo. Depois, se for o caso, a gente pensa em outros clubes

A volta

Minha volta foi só alegria, conversei com todo mundo, abracei todos. Amo estar aqui. Estou muito feliz, como um menino. Hoje é realmente um dia muito especial para mim.

Período em casa

Ficar em casa não é tão bom como eu achei que era. Não gostei (risos). No início até foi bom, mas depois… Estamos acostumados com essa rotina de treinos, viagens e jogos. Parecia que me tiraram alguma coisa, perdeu o sentido. Aproveitei meus filhos, jantei com a minha esposa, fui à igreja. Aproveitei, mas queria estar aqui.

Brasileiro

O campeonato está muito difícil. Entendo parte da torcida reclamar, protestar. A gente sabe que o torcedor quer principalmente vencer os jogos em casa. Achei injusto com o Jair. O time tem feito um grande trabalho no ano. A coisa ainda está na nossa mão. Se vencermos em casa vamos para a Pré-Libertadores, isso é fato. Protestos acontecem, no sábado foi com a a gente, mas não é para tanto.

Fonte: Extra Online