São Paulo cogita contratação de Gatito, mas Botafogo pede R$ 10 milhões

Compartilhe:

O goleiro Walter tem dois bons motivos para estar chateado com a diretoria do Corinthians. É que o clube havia lhe prometido aumento salarial e a compra de mais 50% de seus direitos econômicos em julho, depois de recusar ofertas do São Paulo para vendê-lo, conforme o Blog revelou.

Três meses depois, Walter segue com o mesmo salário – de R$ 150 mil mensais – e com apenas 5% de seus direitos presos ao Timão. “Ele acreditou nas promessas do Corinthians e não forçou a barra para se mudar para o São Paulo no meio do ano, mas o Corinthians não fez sua parte”, confirma uma pessoa envolvida na negociação.

O Tricolor estava disposto a pagar um salário de R$ 230 mil por mês para ter Walter na metade do ano. O goleiro e seus representantes chegaram a um acordo, mas o Corinthians recusou a primeira oferta, de R$ 3,5 milhões. O São Paulo ainda aumentou o valor para mais de R$ 5 milhões, mas voltou a ouvir um “não”.

A justificativa alvinegra foi de que o negócio no aspecto financeiro não era interessante, já que o clube não ficaria com muito mais do que R$ 250 mil pela transferência.

O Blog entrou em contato com dirigentes do São Paulo e do Corinthians, além dos empresários de Walter, para saber se enfim houve um acordo e ele trocará o Parque São Jorge pelo Morumbi a partir de janeiro. Todos negaram o acerto, embora seja boa a chance de o goleiro, desta vez, forçar para sair.

Depois do desacerto com Walter, em julho, o Tricolor tentou fechar com Weverton, goleiro do Atlético-PR, mas deve perdê-lo para o Palmeiras. Já Gatito, outro nome defendido por muitos na diretoria são-paulina, não sai do Botafogo por menos de R$ 10 milhões – o paraguaio, inclusive, discute a renovação do contrato com os cariocas.

Walter seria a contratação mais barata e viável, principalmente depois do não cumprimento das promessas. Com 29 anos de idade, ele sabe que precisará deixar o Corinthians para voltar a jogar, já que Cássio assumiu a condição de titular absoluto – Walter não fez qualquer jogo em 2017, apesar de ter terminado o ano anterior jogando. Detalhe: Cássio está de volta à seleção e tem tudo para figurar na lista dos 23 atletas de Tite para a Copa da Rússia.

Há ainda outro ponto que contribui para a saída de Walter: o fato de Douglas, atualmente no Avaí, já ter sido avisado de que voltará ao Corinthians em 2018. Comprado do Bragantino no fim de 2015, Douglas tem sido um dos destaques do Brasileirão e deverá herdar a condição de reserva imediato de Cássio para a Libertadores do ano que vem.

Importante: a multa rescisória de Walter no Corinthians está muito longe dos R$ 3 milhões especulados ao longo da quarta-feira. Ela é muito superior a esse valor.



Fonte: Blog do Jorge Nicola - Yahoo!
Comentários