Sem dinheiro para rescisões, clube segue pagando salário a funcionários demitidos

Compartilhe:

Sem dinheiro para pagar as rescisões contratuais, o Botafogo segue pagando o salário de dois diretores da base da gestão Mauricio Assumpção que foram demitidos pela atual diretoria. Desligados apenas verbalmente, Felipe Arantes e Cláuber Rocha seguem custando ao clube cerca de R$ 20 mil mensais. As informações são do blog “Bastidores FC”, do site Globoesporte.com.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários