Sem o gol 1000, contrato de Túlio Maravilha termina

Compartilhe:

O contrato assinado entre Botafogo e Túlio Maravilha para a tentativa do atacante de fazer seu gol 1000, terminou nesta quinta-feira, dia 23. Desta forma, se as partes quiserem dar seguimento ao projeto “Túlio a 1000 – 7 gols de solidariedade”, um novo vínculo precisará ser feito. Pelas contas do jogador, faltam dois para ele chegar na sonhada marca. Enquanto isso, ele, que está com 44 anos, tenta manter a forma por conta própria.

Túlio e Botafogo, no entanto, estão em desalinho. Insatisfeito com a demora do clube para marcar amistosos, o atacante fez reclamações públicas através de redes sociais. O publicitário Hugo Sucasas, sócio da BW Marketing, estava à frente da tentativa de um amistoso em João Pessoa e colocou na conta do próprio Túlio e sua mulher Cristiane o fim da negociação. Segundo ele, já havia até um contrato assinado com o jogador para a disputa do jogo na capital paraibana. A esposa do jogador rebateu a acusação.

Até agora, desde o lançamento do projeto, dia 27 de agosto de 2012, foram disputados quatro jogos (contra o Boavista, no Engenhão, Cachoeiro FC, em Cachoeiro do Itapemirim-ES, Rio Branco, em Campos, e Santos de Angola, no Caio Martins).

Na última partida, Túlio marcou dois gols contra o Rio Branco, em um amistoso que contou com queda de luz em Campos, um adversário com ex-jogadores e o uniforme sequer era o do clube. Na verdade, o time jogou com a camisa do  Bursaspor, onde atua o lateral Wederson, organizador do evento. Depois, fez mais três contra o Santos de Angola, dois deles em cobranças de pênaltis, com marcações polêmicas que causaram revolta no adversário.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários