SEM SALÁRIOS, JOGADORES SE RECUSAM A CONCENTRAR

Compartilhe:

O elenco do Botafogo decidiu se recusar a seguir a programação estipulada pelo clube para a estreia do time no Campeonato Brasileiro, sábado, às 21h (de Brasília), contra o Corinthians, no Pacaembu. A delegação viajaria para São Paulo na sexta-feira, mas, por causa dos atrasos de salários, os atletas avisaram que só embarcam no dia do jogo. Os dirigentes alvinegros tentam contornar a situação até esta sexta.

O Alvinegro deve dois meses de direitos de imagem, um de salário na carteira (CLT) e todas as premiações do ano até agora (Taça Guanabara, Taça Rio, Carioca e passagens de fase na Copa do Brasil). Os jogadores, que por algumas vezes já não  reclamam também da falta de comunicação da diretoria e dizem que os problemas têm atrapalhado no dia a dia.

O GLOBOESPORTE.COM teve acesso a um comunicado feito em nome do grupo com a explicação sobre a atitude de não concentrar. No texto, atletas garantem que o atraso dos salários não vai influenciar no desempenho do time em campo, assim como vinha acontecendo na campanha vitoriosa do Campeonato Carioca.

Confira a íntegra:

“Nós jogadores do time de futebol profissional do Botafogo de Futebol e Regatas decidimos não respeitar a viagem programada para a partida contra o Corinthians, no dia 24 de maio. Nós decidimos viajar no dia da partida diretamente (25 de maio) com chegada no hotel em torno de 11h30m.

Essa atitude foi tomada também durante o Campeonato Carioca e mostrou não ter tido influência negativa no desempenho da equipe, por isso pedimos que o torcedor continue nos apoiando. No entanto, pensamos que a falta de comunicação interna, de compromisso do clube e atrasos de pagamentos têm sido muito frequentes (desde janeiro), assim como a falta de comunicação clara entre os gestores do clube do Botafogo e a equipe de futebol profissional do Botafogo. Estes fatos têm influenciado muito o dia a dia de trabalho.

Os jogadores têm mostrado que o desempenho da equipe será mantido nos jogos, como foi demonstrado quando ganhamos o Carioca. Os jogadores compreendem as dificuldades do clube, mas também compreendem seus direitos para transparência, respeito e compromisso para honra que foi prometido!!!”

Fonte: Globoesporte.com

Comentários