Sem verba, Botafogo não fará contratações. Montenegro: ‘Tomara que dê certo’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Os 33 jogadores que formam hoje o elenco principal do Botafogo serão os responsáveis por levar o clube à Série A do Brasileiro. Com orçamento limitado para contratações e confiante no trabalho da comissão técnica, a diretoria não trabalha com a possibilidade de trazer reforços até o dia 14 de setembro, data limite para as inscrições de atletas. Nem mesmo a ajuda de ex-dirigentes convenceu os atuais mandatários.

Após a chegada de Ricardo Gomes, conselheiros, como o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, colocaram-se à disposição do departamento de futebol para pagar dois ou três reforços. De lá para cá, tanto a diretoria, quanto a comissão técnica, não se manifestaram sobre a oferta. O cenário hoje é o de “tentar a sorte com quem segue no clube”.

— Pelo que senti da diretoria, não chega mais ninguém para a Série B — lamentou Montenegro em entrevista à Rádio Botafogo. — Quero lembrar a eles (diretoria) que camisa não sobe de divisão. Vamos, agora, para uma roleta russa com esse elenco. Tomara que dê certo — disparou o ex-presidente.

Nomes como os meias Danilo e Almir, e do atacante André Lima, foram tentados pelos conselheiros. As negativas os fizeram recorrer à comissão técnica. De Ricardo Gomes esperava-se uma lista de nomes para reforçar o time, indicação que não aconteceu. Para o presidente Carlos Eduardo Pereira, o momento é o de apoiar o elenco.

— Em momento algum dissemos que seria um ano fácil. Esse ano é complicado e sempre foi assim que nos referimos a 2015. Não é momento para desespero e derrotismo, mas de apoio — escreveu o presidente, em carta aberta à torcida.

Notícias relacionadas