Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo
BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa
POR

Só Jefferson e Edílson recebem. Jogadores se irritam com promessa não cumprida

comentários

Compartilhe

Diante da situação financeira complicada que atravessa o Botafogo, mais um foco de insatisfação surge no elenco. Após a Copa do Mundo, o grupo de ilustres botafoguenses se comprometeu, depois de duas reuniões com líderes do elenco e também a comissão técnica, quitar os direitos de imagem até o final deste ano. No entanto, a promessa até o momento não foi cumprida. Somente o goleiro Jefferson e o lateral-direito Edilson receberam um mês de imagem. O restante do grupo recebeu o salário de forma separada, sendo pago pela diretoria alvinegra com a verba gerada dos jogos em Brasília, na Arena Mané Garrincha, pelo Campeonato Brasileiro, contra Fluminense e São Paulo, respectivamente. Vale lembrar que recentemente um fato parecido aconteceu quando o clube pagou apenas um mês na carteira de trabalho (CLT) de Dória e Gabriel com o objetivo de evitar a saída destes atletas na Justiça. E posteriormente, seis jogadores foram excluídos, recebendo seus vencimentos de forma separada dos demais.

De lá para cá, nada foi depositado nas contas dos atletas, que no próximo dia 5 completa sete meses de direitos de imagem em atraso e três meses na CLT. Tal atitude tira a credibilidade do grupo que se propôs a ajudar perante aos jogadores. Assim como aconteceu com a atual diretoria depois do cancelamento do amistoso contra o Botafogo-PB, que seria realizado na reabertura do estádio Almeidão, onde jogadores se recusaram à viajar pelo fato da diretoria não ter cumprido a promessa de quitar parte dos atrasados com a verba recebida pela partida. Lembrando que o goleiro Jefferson criticou a diretoria após a derrota para o Grêmio, por 2 a 0, no Maracanã, pelo Brasileirão, e afirmou que jogadores, torcida e comissão técnica estão sozinhos na luta contra o rebaixamento.

Vivendo dias conturbados, o Botafogo entra em campo nesta quarta-feira, diante do Santos, às 19h30, no Maracanã, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

Comentários