A carreira de polêmicas do atacante Jobson ganhou mais uma polêmica. Desta vez, no futebol amador do Pará. Aguardando julgamento de um recurso na Corte Arbitral do Esporte (CAS), o jogador foi suspenso também do Campeonato Conceicionense ao se inscrever por dois times que jogam o torneio.

Suspenso do futebol por quatro anos, Jobson tentaria manter a forma na principal competição amadora de Conceição do Araguaia, que fica 979 quilômetros da capital Belém. O atacante, porém, descumpriu o regulamento do campeonato, se inscrevendo por Combatente e também no Leãozinho.

Segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”, o jogador alega que “se confundiu” na hora da inscrição e não percebeu a duplicidade. A Liga Esportiva de Conceição do Araguaia (LECA), porém, fez valer a regra e suspendeu Jobson, que agora tentará mudar o regulamento para poder defender o Combatente.

“Ele ficou bravo comigo, mas não posso mudar a regra. Acho difícil alterar o regulamento. A regra tem de ser cumprida”, disse Everaldo Lisboa Rocha, que é presidente da LECA. Os dois times, que são rivais locais, não abriram mão do reforço famoso, mantendo assim o imbróglio – e a suspensão.

Jobson está suspenso do futebol profissional até 2019, em virtude de uma punição imposta pela Federação Saudita de Futebol, após o jogador ter se negado a fazer um exame antidoping, segundo acusação do Al Ittihad. Posteriormente, a Fifa deu validade mundial à pena.

Atualmente com 28 anos, completados neste mês de fevereiro, Jobson tenta conseguir voltar a jogar antes do final da suspensão. Se não conseguir, só retornaria aos gramados aos 31. Já o Campeonato Conceicionense começou no último sábado, sem Jobson, com vitória do Combatente, por 4 a 2, sobre o Cruzeiro.

Fonte: ESPN.com.br e Estado de S. Paulo