A vitória diante do Colo-Colo por 2 a 1, no Estádio Nilton Santos, coloca o Botafogo em vantagem para o jogo de volta pela Pré-Libertadores. Mas o confronto no Chile na próxima quarta-feira não será nada fácil. O técnico do time chileno, Pablo Guede, elogiou a atuação de sua equipe na derrota e prometeu continuar a guerra para avançar de fase. Mais do que isso, ele detonou a forma física do elenco alvinegro.

“Não temos que sair desesperados para buscar o resultado. Sabemos que eles não estão bem fisicamente. Temos que fazer uma partida longa e com paciência. São 90 minutos de jogo. O meritório é o segundo tempo que fizemos. Metemos o Botafogo em seu gol”, disse o treinador na coletiva de imprensa.

“A guerra segue em Santiago. Tudo é duro, aqui ninguém se dá nada. Temos que esperá-los com o mesmo que eles nos esperaram. Agora temos um jogo totalmente diferente. Vamos jogar no Monumental, eles vão se meter atrás”.

Logo após a partida, o técnico Jair Ventura reconheceu que a parte física pesou outra vez na no Botafogo. Mas, mesmo assim, avaliou a vantagem como positiva.

“Nenhum resultado que acontecesse a situação estaria definida. Lógico que sempre queremos um resultado melhor. Mas em jogo mata-mata vamos ver vários exemplos. É sempre bom ter vantagem. Um grande jogo, mas uma pequena vantagem. Fizemos o nosso melhor. Fizemos um bom primeiro tempo, sentimos ainda a parte física no segundo, mas estamos evoluindo. Uma nova equipe, uma nova cara, vamos lá. O time está no caminho”, disse na coletiva.

Fonte: Extra Online