Torcida solta rojões e protesta contra diretoria na sede; Dirigentes abrem diálogo

Compartilhe:

O Botafogo teve mais um dia de clima quente. Na tarde desta sexta-feira – véspera do confronto com o Cruzeiro, às 18h30, no Maracanã – torcedores foram à sede de General Severiano para protestar contra o mau momento financeiro do clube e a má fase técnica do time. Eles soltaram rojões e fizeram barulho na Zona Sul do Rio de Janeiro. O alvo principal foi o presidente Maurício Assumpção.

Enquanto um grupo reclamava na sede alvinegra, outros torcedores organizados foram ao Engenhão. Eles se reuniram com membros da diretoria do Botafogo, que abriu diálogo para ouvir questionamentos e sugestões.

Anibal Rouxinol, gerente executivo, Wilson Gottardo, diretor técnico, e Bernardo Arantes, assessor executivo, foram ao encontro com os fãs alvinegros. Os dirigentes também ouviram cobranças sobre o constante atraso de salários.

Mais exaltados, os torcedores que foram a General Severiano tentaram entrar na sede alvinegra. A Polícia Militar acompanhou a movimentação de perto e evitou qualquer confusão. Os envolvidos no protesto queriam falar com Maurício Assumpção, mas o mandatário não estava no local.

O Botafogo vive semana conturbada após o grupo de jogadores expor, através de uma faixa, as dívidas que o clube tem com o elenco.Na carteira de trabalho dos atletas, são três meses de atraso. O Alvinegro ainda deve pagamento de direitos de imagem a cinco meses e FGTS.

No Campeonato Brasileiro, a equipe está na 13ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 12 pontos, e é pressionada pelos times que estão na zona de rebaixamento. O Botafogo enfrenta o líder Cruzeiro para tentar vencer e amenizar o clima ruim.

Fonte: UOL

Comentários