O treinador Alberto Valentim chegou ao Rio de Janeiro e seguiu do aeroporto direto para o Estádio Nilton Santos, local da sua apresentação oficial. Com um contrato assinado até dezembro de 2019, o novo comandante terá um dia movimentando e pediu para treinar a equipe logo na atividade desta tarde, às 16h30. Com muita vontade de trabalhar, Valentim concedeu sua primeira entrevista coletiva ao lado do Presidente Nelson Mufarrej e o Gerente de Futebol Anderson Barros.

– Foi uma decisão em função das pesquisas e conversas que foram mantidas. Todos sabem que o Botafogo consultou o Cuca, um anseio de todos os torcedores, com todo respeito ao Valentim. A torcida sempre quis o retorno do Cuca e por alguns motivos ele não poderá vir. Teríamos que modificar muito o nosso orçamento no ano que é muito difícil para o Botafogo. O Cuca, quando soube que estávamos voltados para o Alberto Valentim, o avalizou muito bem. Resolvemos conversar com o Valentim e ele aceitou essa tarefa sabendo que é árdua, difícil, mas que todos confiamos que dê certo – disse Nelson Mufarrej.

Alberto Valentim recebeu das mãos do Presidente Nelson Mufarrej a camisa alvinegra com suas iniciais, ato simples, mas de grande valor para o treinador que enfatizou a felicidade de chegar ao Botafogo. Valentim fala em muito trabalho e apoio de todos para reerguer o Glorioso.

– A camisa é linda. Um gesto simples, mas que transmite um pouco da tamanha vontade que fazer uma grande temporada nesse clube. Queria agradecer primeiramente ao Anderson Barros, que foi meu primeiro contato no Botafogo. Também ao nosso Presidente e aos funcionários. Estou muito feliz e honrado por fazer parte dessa instituição. Venho com muita vontade de trabalhar e dar o meu máximo por todos nós e a nossa torcida apaixonada. Precisarei da ajuda de todos para um trabalho com muita trasparência e lealdade – disse Valentim em suas primeiras palavras.

Confira os principais trechos da apresentação oficial de Alberto Valentim:

O SIM AO BOTAFOGO

– Quando soube do interesse do Botafogo, conversando com meu agente e depois com o Anderson, eu sabia que em poucas horas definiria essa minha vinda para cá. Trata-se de um grande clube e não teria problema de acertar esse contrato. O Botafogo é um clube de enorme tradição e não poderia deixar de passar essa chance. Em relação a Copa do Brasil infelizmente o clube não está mais e temos que esquecer isso agora. Temos que focar na Taça Rio e no trabalho para chegarmos na final do Campeonato Carioca. A partir de agora não se fala mais em Copa do Brasil e temos que pensar já no nosso próximo jogo contra o Nova Iguaçu.

BOAS REFERÊNCIAS

– Já fiz por telefone os agracimentos as pessoas que citaram o meu nome para vir ao Botafogo, que conhecem o meu trabalho, e entre eles está o Cuca. Um cara sensacional, meu amigo e que fizemos um grande trabalho com o título no Palmeiras. Se trata de um cara vencedor, que conquistou muitas coisas e que justamente conta com esse carinho do clube.

UM VALENTIM PREPARADO

– Me prepararam muito. Deixei de jogar futebol em 2009 e desde então passei a estudar. “Mudei de lado” faz um seis anos. Estive no Palmeiras e sempre quando pude ajudar interinamente o fiz. Na última vez consegui juntamente com a ajuda dos jogadores e da comissão técnica que o clube terminasse na segunda colocação.

TÁTICA

– Essa coisa de definir uma parte tática eu deixo mais para perto do jogo. Preciso também conhecer melhor o NOva Iguaçu, nosso primeiro adversário. Vou ver no dia a dia, com as características e peças que tenho para definir algumas coisas. O Botafogo é um time grande e certamente atacaremos quando temos que atacar, assim como na parte defensiva.

PRIMEIRO CONTATO

– É um grupo novo e já iniciamos o processo de conhecê-los não só como atletas, mas como homens. Acredito que possamos fazer isso o mais rápido possível. Já peguei algumas coisas dos últimos jogos e vamos aproveitar essa semana sem jogo para buscar melhorar o necessários e recuperar boas coisas que a equipe também fez nesse início.

PRONTO PARA O DESAFIO

– Sempre coloquei o presente como maior desafio. Sempre. Foi assim quando comecei no Atlético, minha primeira ida ao Palmeiras, no Red Bull e também quando retornei ao Palmeiras. Agora não é diferente. Vamos por partes e para buscar o título carioca. Sem dúvida o torcedor e os jogadores precisam entender que brigaremos pelo título do campeonato carioca.

ANÁLISE PARA DEFINIR

– Em relação a parte tática eu quero conhecer melhor os jogadores, as características. Nas últimas vezes que assumi como treinador os esquemas variaram de acordo com os adversários. Não me prendo a um esquema e sim ao que temos no momento. Sobre contratações falaremos depois com o tempo. O momento é de nos reerguemos e o que soube é que o Botafogo conta com um grupo muito aguerrido e trabalhador.

UNIÃO IMPORTANTE NO MOMENTO

– Nós vamos conseguir objetivos importantes se estivermos unidos. Aproveito para pedir que se aproximem de nós. Sabemos que torcedor é paixão e quer rápido as coisas. Eles podem ter certezas que vamos fazer de tudo para que o clube dê alegrias para eles. Fica o recado para todos os botafoguenses para que possam nos ajudar durante toda essa temporada.

O PERFIL DE ALBERTO VALENTIM

– Trabalhar comigo é muito fácil. Sou um cara sério, perfeccionista. Cobro muito, sou muito parceiro também. Já fui atleta e sei que vez ou outra uma conversa é mais necessário. Sabemos que o momento também é de um profissionalismo altíssimo. Um cara transparente, leal e que cobrará muito deles.

NOVA SAFRA DE TREINADORES

– É uma geração nova de treinadores, o que acontece em todas as profissões. Estamos vendo um grupo que está indo bem. O Jair é um exemplo. Me apaixonei por isso ainda jogando na Itália. Penso que precisamos trabalhar para aproximar o máximo do que o jogador pode dar. A Itália é uma escola riquíssima que pude atuar por mais de oito anos juntamente com o nosso futebol brasileiro. Meu perfil tem um pouco disso, aliar essas duas escolar riquíssimas.

SEM NOMES DEFINIDOS

– Em relação aos onze que iniciarão no próximo jogo nós resolveremos isso durante a semana, sem pressa. Sorte minha ter essa semana de treino antes da estreia.

TRABALHAR O QUANTO ANTES

– O modelo de jogo, repito, vai depender muito do que teremos em jogo para enfrentarmos o nosso próximo adversário. Farei de tudo para esse processo de aprendizado ser assimilado o mais rápido possível para eles. Pedi para trabalhar já hoje, mesmo que não ainda do jeito que quero, mas para não perdermos tempo. Claro que precisaremos de tempo, mas vamos fazer isso durante os jogos para que possamos fazer o que a gente quer.

PARCERIA COM CUCA

– Fiz uma parceria muito boa com o Cuca e procurei exercer da melhor forma essa função de auxiliar. Costumo brincar e dizer que procurei sugar o máximo possível para que pudesse acelerar meu processo de aprendizado. Conheço bem o Fernando, esteve comigo no Palmeiras e no Red Bull e certamente trabalharemos muito pelo Botafogo.

Fonte: Site oficial do Botafogo