Após meses de jogos disputados com arquibancadas vazias, a última partida do Carioca, domingo, no Maracanã, entre Vasco e Botafogo, terá o maior público da competição —até então, era Flamengo 0 x 1 Botafogo, no Maracanã, com 28.345 pagantes. Para a final, já foram vendidos 45 mil ingressos, segundo informou o Vasco. Os setores Sul (dos vascaínos), Leste e Oeste (mistos) estão esgotados. Ainda restam 7.629 no setor Norte (alvinegros) e 435 nos camarotes.

Mas não foi fácil comprar ingressos. Diante de filas enormes, o torcedor alvinegro teve de esperar seis horas para conseguir um bilhete.

— Fiquei sem comer e faltei meu curso. Tem que amar muito esse time — brincou Willian, de 20 anos, que, com os amigos Patrick, 19, Marcos Paulo, 17, e Vitor, 19, chegou à fila no Estádio Nilton Santos às 10h e só conseguiu o ingresso às 16h.

Não houve venda online de ingressos por decisão do Vasco, mandante da partida, o que fez os postos físicos ficarem lotados. Os que suportaram esperar reclamaram do atendimento dos funcionários da bilheteria, que eram de responsabilidade do Vasco e demoravam cerca de dez minutos para atender cada pessoa.

Ainda no Nilton Santos, ao longo da fila, cambistas trabalhavam livremente, oferecendo ingressos para o setor Norte por R$ 70 (o preço oficial saía por R$ 40). Nem mesmo a presença de dois policiais militares cessou as ações dos vendedores ilegais. Até porque, eles estiveram no local por volta das 16h30m, ficaram cerca de 15 minutos e foram embora.

Matheus Fernandes na frente

Em General Severiano, o outro único posto disponível, foi mais tranquilo, apesar das filas. Os torcedores esperaram cerca de uma hora para comprar. Para os de fora do Rio, o Botafogo começou, ontem, a receber pedido de ingressos para caravanas por e-mail.

O técnico Alberto Valentim indicou no treino que Matheus Fernandes deve substituir Lindoso (suspenso) no domingo.

Fonte: O Globo Online