O São Paulo passou pelo Botafogo sem nenhuma dificuldade na estreia do Brasileirão no Estádio do Morumbi neste domingo. Com gols de Antônio Carlos, Douglas e Luís Fabiano, a equipe de Muricy Ramalho deixou seus torcedores satisfeitos com a vitória por 3 a 0. Alexandre Pato também merece destaque. Ele não balançou as redes, mas participou de dois gols.

Já os cariocas voltam para casa preocupados com o fraco desempenho de seu sistema defensivo. O placar, aliás, só não foi mais elástico porque Jefferson apareceu bem em mais tentativas e ainda contou com a falta de pontaria dos mandantes em outras ocasiões.

O resultado dá motivação para os são-paulinos, que abrem a 2ª fase da Copa do Brasil nesta quarta-feira, diante do CRB, em Maceió. Pelo Brasileiro, o próximo compromisso é contra o atual campeão brasileiro, o Cruzeiro, em Minas Gerais, no domingo, às 16h. Já os botafoguenses recebem o Internacional, que também vem do triunfo em cima do Vitória na primeira rodada.

Neste domingo, o São Paulo entrou em campo até com a inspiração do time de 1992. Foi assim que o time do Morumbi homenageou Luciano do Valle, que morreu no último sábado. Os alto-falantes do estádio “entoaram” a narração feita por ele do gol de Raí na final do Mundial daquele ano diante do Barcelona.

O time paulista impressionou pela facilidade pela qual passava pelos adversários e pela boa movimentação no meio de campo, com Boschilia e Ganso. Antônio Carlos marcou gol até sentado, na pequena área, sem ser incomodado. Depois, foi a vez de Alexandre Pato brilhar construindo duas jogadas de gol. Na primeira, achou Douglas entrando pela direita. Ele praticamente dividiu a bola com Luis Fabiano para ampliar o placar.

O terceiro gol, mais uma vez, teve a participação de Pato. Ele deu enfiada magistral para Paulo Henrique Ganso, que tocou para Luis Fabiano. O atacante só teve o trabalho de empurrar para as redes e abrir o placar, aumentando sua artilharia em 2014, com 12 gols.

As alternativas de Vagner Mancini, que estreou no comando do Botafogo, foram mexer com as saídas do inativos Jorge Wagner e Wallysson. Bolatti e Zeballos entraram para tentar fazer a equipe reagir, mas seus nomes só foram citados na súmula. Lodeiro foi quem teve a melhor chance dos botafoguenses, mas ele parou na boa defesa de Rogério Ceni, homenageado da tarde pelo Livro dos Recordes. O camisa 1, aliás, faria mais uma boa defesa de bola parada já perto do apito final.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 3 X 0 BOTAFOGO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 20 de abril de 2014, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Pablo Almeida da Costa (ambos do MG)
Cartões amarelos: Álvaro Pereira (SAO); Ferreyra (BOT)
Gols: Antônio Carlos, aos 12 min, e Douglas, aos 21 min do 1º T, e Luis Fabiano aos 10 min do 2º T

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira (Reinaldo); Souza, Maicon, Boschilia (Pabón) e Ganso; Pato (Osvaldo) e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

BOTAFOGO: Jefferson, Edílson (Lucas), Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Jorge Wagner (Bolatti) e Lodeiro; Wallyson (Zeballos) e Ferreyra
Técnico: Vagner Mancini

Fonte: UOL