Em entrevista ao site Globoesporte.com, o vice-presidente de futebol do Botafogo, Chico Fonseca, afirmou que o clube não deve investir em nomes de impacto para a Copa Libertadores. De acordo com ele, a diretoria tentou alguns nomes, mas os altos valores pedidos estão completamente fora da realidade financeira do Alvinegro.

– Sem chance. A não ser que o nome de impacto concorde com os números do Botafogo. Estamos conversando com alguns empresários de atletas de impacto, mas há diferença entre a proposta e o que eles querem. Se houver acordo, alguém vai ter que ceder muito, e não vai ser o Botafogo. Não podemos prometer o que não podemos cumprir. Por isso, quem veio para o Botafogo renovou o seu contrato, como o Bolívar, que só jogou em clubes de alto nível e está acostumado com compromissos em dia. Renovou porque confia e acredita no trabalho – disse.

Chico Fonseca afirmou também que ainda não foi definido o nome do novo técnico, apesar da imprensa informar que Eduardo Húngaro deve mesmo ser efetivado:

– Ainda não foi resolvido. O Eduardo Húngaro, como qualquer outro de fora, está sendo analisado. Estamos discutindo nomes em função de salário, tempo de contrato, várias coisas.

Fonte: Redação FogãoNET