O Botafogo visita o Atlético-GO, neste domingo, às 19h (de Brasília), no estádio Olímpico, em Goiânia (GO), em choque válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Vindo de empate sem gols com o Atlético-PR, no Paraná, o time tem 23 pontos e pretende entrar no G6, a zona de classificação para a Copa Libertadores. Objetivo bem mais nobre do que o dos goianos, que amargam a lanterna com apenas oito pontos conquistados e querem se recuperar da goleada de 4 a 0 sofrida para o Sport em Pernambuco. O time de Goiás está há oito jogos sem vencer na competição.

Jair Ventura, técnico do Botafogo, demonstrou preocupação com o impacto que o desgaste pode ter em sua equipe. Isso porque a equipe jogou na noite de quinta-feira uma partida muito disputada no Sul. “Vamos mais uma vez ter que nos reinventar e lutar para evitar que o desgaste acabe atrapalhando o rendimento de nossa equipe. A entrega deste grupo tem sido fantástica e mais uma vez vamos poder acompanhá-la em Goiás”, disse Jair.

O fato de o Atlético-GO ser o lanterna do Brasileirão parece não animar o Glorioso. “Trata-se de um jogo tão complicado como qualquer outro que vamos encontrar neste Campeonato Brasileiro. O Atlético Goianiense vai lutar muito para conquistar uma vitória justamente por conta de sua realidade na competição. Portanto, o que pode parecer facilidade na verdade vai se transformar em mais um complicador. Nossa preparação é para um duelo difícil”, disse o goleiro Jefferson.

Em termos de escalação o Botafogo tem muitos problemas, principalmente no setor defensivo. Os zagueiros Joel Carli e Igor Rabello receberam o terceiro cartão amarelo diante do Atlético-PR e cumprem suspensão, assim como Emerson Santos, que jogou improvisado na lateral direita e seria opção para a zaga se não tivesse sido expulso no Paraná. Dessa maneira, Luis Ricardo deve começar na lateral direita, enquanto que Emerson Silva e Marcelo vão compor a dupla de zaga. Outro desfalque por suspensão é o atacante Rodrigo Pimpão, que sofre com acúmulo de cartões amarelos e cede o lugar a Guilherme.

Pelo lado do Atlético, os jogadores reconhecem que o grau de dificuldade do Campeonato Brasileiro está apenas aumentando e complicando a vida do time. O impacto da lanterna precisa ser melhor administrado.

“Está ficando cada vez mais complicado e por isso mesmo não podemos adiar a reação. Temos que derrotar o Botafogo e começar a mudar a nossa realidade no Campeonato Brasileiro”, disse o zagueiro Roger Carvalho, um dos líderes do elenco.

Para este compromisso o Atlético-GO só terá sua escalação divulgada minutos antes do confronto. Porém, uma mudança é certa em relação ao jogo contra o Sport: o lateral-esquerdo Bruno Pacheco, que cumpriu suspensão em Pernambuco, volta na vaga de Breno Lopes.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-GO X BOTAFOGO-RJ

Local: Estádio Olímpico, em Goiânia (GO)
Data: 23 de julho de 2017 (Domingo)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Flávio Gomes Barroca (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)

ATLÉTICO-GO: Kléver, André Castro, Gilvan, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão Silva, Igor, Paulinho e Jorginho; Niltinho e Walter. Técnico: Doriva

BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Marcelo, Emerson Silva e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Guilherme e Roger. Técnico: Jair Ventura

Fonte: ESPN.com.br