Quando chegou ao Botafogo, no fim de janeiro, Carleto foi apresentado com a camisa 6 e causou certa polêmica ao dizer que pensava em “virar o próximo Nilton Santos ou tentar chegar perto” do maior ídolo da história do clube. Neste sábado, ele pôde homenagear o ídolo de bela maneira. Autor de um gol na vitória de 4 a 0 sobre o Bonsucesso no Engenhão, rebatizado de Estádio Olímpico Nilton Santos, Carleto mostrou empolgação.

Com a camisa 6, ele é o único jogador a ter o nome do ídolo grafado em letras douradas acima do escudo. Uma responsabilidade que ele mostrou ter ciência depois do primeiro gol pelo clube.

“Desde que cheguei já sabia que tinha uma pressão extra de vestir essa camisa 6 do Botafogo. Responsabilidade, é a única que tem o nome dele. É aprender com o que ele fez e estou muito feliz com o gol. Essa é minha homenagem e quem sabe pode ser maior no fim do ano com títulos”, disse Carleto.

Um dos destaques do jogo, o atacante Rodrigo Pimpão não balançou a rede, mas fez linda jogada no lance que resultou no gol de Diego Jardel e ainda mandou uma bola na trave. Ele gostou do bom jogo desenvolvido pelo time na volta ao Engenhão.

“A gente vem buscando resultado. Tive a oportunidade boa, mas a vitória é que foi boa mesmo, na volta pra casa. Quem sabe no final do campeonato saímos premiados”, disse Pimpão.

O Botafogo é líder do Carioca, por enquanto de forma provisória, com sete pontos. O próximo confronto será na quarta-feira, contra o Bangu, em Los Lários.

Fonte: ESPN.com.br