A negociação do Atlético por Igor Rabello ganhou status de ‘novela’. Enquanto as partes das tratativas não se resolvem, o zagueiro Gabriel – que deverá ser repassado ao Botafogo caso a oferta dos mineiros seja aceita – segue com futuro indefinido.
Assim como os demais jogadores do elenco, o defensor atleticano é aguardado pelo clube na reapresentação para a temporada 2019, marcada para 15h desta quinta-feira, na Cidade do Galo.
“Nós estamos aguardando. Depende dessa complexidade toda da negociação. Ainda não temos o que fazer. Ele se reapresenta”, diz o empresário Frederico Faria, que, em parceria com o ex-jogador Deco, agencia a carreira de Gabriel.
Segundo o agente, o estafe do zagueiro e o Botafogo ainda nem trataram diretamente questões como salário e tempo de contrato. Tudo depende de um acerto prévio entre cariocas e mineiros pela transferência de Igor Rabello.
E a negociação realmente é complexa. Enquanto ouve o Atlético, a diretoria do Botafogo espera o eventual surgimento de uma proposta do exterior. O mercado de transferências para a Europa se aquecerá em janeiro, por conta da abertura da janela. Representantes da diretoria mineira envolvidos no caso veem com desconfiança a demora dos cariocas para resolver as tratativas, que ganharam força ainda no começo de dezembro.
Por Rabello, o Atlético conta com o aporte financeiro do Soccer BR1, fundo de investimentos do Banco BMG, parceiro antigo do clube. Os valores iniciais oferecidos ao Botafogo giram em torno de R$ 12 milhões. Após uma primeira negativa, a diretoria mineira aumentou a oferta, mas o acordo ainda não foi fechado.
Em meio às conversas, o Atlético incluiu Gabriel na negociação. O zagueiro, formado nas categorias de base do clube, perdeu espaço na temporada 2018. Aos 23 anos – mesma idade de Rabello -, o defensor já esteve na mira de clubes europeus, mas o cenário atual indica a permanência no Brasil.
Fonte: Superesportes