O Fluminense fez um ótimo primeiro tempo, mas caiu de rendimento na segunda etapa e saiu derrotado do Estádio Nilton Santos, perdendo de 2 a 1 para o Botafogo. Apesar do resultado ruim, o técnico Abel Braga foi só elogios ao time. Para ele, o torcedor pode sair muito orgulhoso pelo futebol apresentado pelo Tricolor.

– Meu time sai de cabeça em pé, muito consciente. Gostaria de poder imaginar algo na frente, mas sabe como é o futebol. O empate hoje seria injusto também. Tem dia que sai decepcionado, mas hoje saio com orgulho. Quem viu o Fluminense jogar hoje, vai respeitar de forma diferente. Foi fantástico. Estou orgulhoso de ser comandante dessa rapaziada. Do ambiente que criamos, do jogo de quinta. Quero que o torcedor vá para casa orgulhoso – afirmou Abel.

O Flu dominou a posse de bola e as finalizações, mas não conseguiu ser eficiente na frente do gol. Abel lamentou o placar e disse que apenas a vitória do time das Laranjeiras seria justa. Além disso, reclamou do tempo de acréscimo dado pelo árbitro no final da partida.

– Esse resultado é mentiroso. Se fosse empate, seria também. Meu time finalizou 21 vezes, 60% de posse. Estivemos mais perto do gol. O goleiro foi bem. Falei para os meus jogadores que estou orgulhoso. Quem viu o Flu fazer aquele primeiro tempo foi absurdo, no segundo, até o gol do Botafogo, estava igual. Não merecíamos isso. Se fosse empate eu estaria chateado da mesma forma. Esse árbitro é muito bom, mas quatro minutos de acréscimo é absurdo. Contra o Cruzeiro, deram oito. Ele deveria dar mais, mas é muito bom – analisou.

Nome do jogo, o goleiro Jefferson também foi muito elogiado pelo treinador tricolor, que riu ao falar sobre o ótimo rendimento do jogador rival.

– O Jefferson é um monstro. A defesa que ele fez no chute do Sornoza foi na minha direção, eu não acreditei. É um grande jogador – falou.

Veja outros trechos da coletiva:

10% de torcida

Não perdemos o controle. Não fomos felizes em colocar a bola para dentro. Agora, por que dar apenas 10% para a outra torcida em um estádio desse? Apesar disso, não acontece aqui o que ocorre em São Paulo (torcida única). Quem ganha é o time da casa. Está na hora de se pensar melhor nisso

Fonte: Terra