Na última terça-feira (1º), o atacante Roger foi ao Rio de Janeiro, onde realizou exames médicos e acertou sua ida para o Botafogo. Ao retornar à Campinas, nesta quarta (02), o jogador compareceu ao CT Jardim Eulina, porém não foi a campo. Sem treinar, o atleta se reuniu com a diretoria da Ponte Preta para definir seu futuro.

De acordo com o Globoesporte, a tendência é que Roger seja afastado da Macaca antes do término do Campeonato Brasileiro, no qual restam cinco rodadas, por conta da repercussão negativa que seu acerto com o time de General Severiano gerou. Em uma rede social, o jogador respondeu as críticas de um seguidor, que questionou os motivos pela sua não renovação com a Macaca. Na visão do atacante, ele deveria ter sido mais valorizado.

“Não fala isso não! Faz 49 dias que estou esperando a Ponte fazer uma proposta digna e simplesmente ela não fez. A culpa não é minha amigo dessa vez não ficarei quieto! Falarei minha versão dos fatos”.

Na manhã da próxima quinta-feira (03), às 11h (de Brasília), a cúpula da Ponte Preta vai conceder entrevista coletiva no CT do clube para se pronunciar a respeito da situação do atacante, revelado pela Macaca e um dos artilheiros do time.

Fonte: Esporte Interativo