Quando o Botafogo entrar em campo nesta segunda-feira, contra o CSA, às 20h, no Nilton Santos, Alberto Valentim tentará quebrar uma escrita. Das últimas 11 partidas contra equipes nordestinas no Campeonato Brasileiro, o treinador venceu apenas uma. E acumulou cinco derrotas e cinco empates.

O tropeço mais recente, por sinal, foi para a mesma equipe de Alagoas, no dia 6 de outubro. Em sua penúltima partida no Avaí, seus então comandados foram superados por 3 a 1, fora de casa. Também pela equipe catarinense neste ano, o técnico perdeu para Fortaleza (fora) e Bahia (em casa), ambos por 2 a 0.

Ano passado, quando dirigia o Vasco, Valentim conquistou um empate dramático com com Ceará (0 a 0, fora), na última rodada, que garantiu a permanência do Cruz-Maltino na Série A. Na mesma campanha, o técnico venceu o Bahia (2 a 1, em São Januário), mas perdeu para Vitória (1 a 0) e Sport (2 a 1), os dois como visitante.

Ainda em 2018, pelo Alvinegro carioca, o técnico empatou duas vezes no Rio de Janeiro (1 a 1 com Vitória e 0 a 0 diante do Ceará) e outras duas como visitante: 1 a 1 contra o Sport e 3 a 3 no duelo com o Bahia.

E voltar a vencer é palavra de ordem em General Severiano. Mesmo porque, em sua reestreia pelo Botafogo, na quarta-feira, Valentim viu o o time perder por 2 a 1 para o Vasco, em São Januário.

O revés no clássico foi o quinto nas últimas seis rodadas no Brasileiro. Com apenas uma vitória (3 a 1 no Goiás) em sete jogos, o Botafogo tem a segunda pior campanha no returno.

A sequência de tropeços fez o Alvinegro despencar na tabela. Tanto que a vitória sobre o CSA no primeiro turno (2 a 1, sob o comando de Eduardo Barroca) levou o elenco ao G4. Hoje, novo triunfo significará abrir distância para a zona do rebaixamento.

O goleiro Gatito Fernández, após defender a seleção paraguaia em dois amistosos, volta hoje ao Botafogo.

Vote nas enquetes abaixo:

Fonte: Extra Online