O Botafogo estreia no início de fevereiro na Libertadores, diante do Colo Colo (CHI). Mas mesmo com a estreia a demorar algumas semanas e com o time só voltando aos treinos no dia 11, alguns atletas já começam a se preocupar com os jogos da competição sul-americana e algumas de suas características, como a catimba de jogadores de países como Argentina e Uruguai.

O volante Airton é um dos jogadores botafoguenses que se mostrou um pouco preocupado com o fato da equipe não ter jogadores com experiência na Libertadores (já atuou pelo certame no Bota e no Flamengo) e deu conselhos aos colegas de time para evitar cair nas provocações dos rivais.
“A gente sabe que são jogadores rodados, já cascudos e acostumados a jogar (a Libertadores). Não pode é entrar na provocação, na ansiedade, porque é isso que eles querem. Desestabilizar a gente para poder causar uma expulsão ou a gente falhar. Temos que ter cabeça fria”, declarou o volante ao Globoesporte.com

Airton confessou uma certa ansiedade com a estreia do Botafogo na Libertadores 2017 e espera que o time esteja preparado fisicamente e mentalmente para começar bem a temporada e embalar tanto na competição continental como no Campeonato Carioca.

“Vai ser um jogo decisivo, uma final. São dois jogos contra o Colo Colo e o primeiro vai ser em casa. Sabemos que a gente não pode errar. Temos que dar o nosso máximo, porque a Libertadores é um campeonato à parte. São jogos difíceis, muito pegados. Temos que diminuir nossos erros ao máximo porque se a gente errar bastante, com certeza a outra equipe vai se aproveitar disso. A gente terá que brigar por cada bola para não ser derrotado. Vai ser um jogo muito dificil, mas vamos nos preparar da melhor forma para não começar bem só a Libertadores, mas o Carioca”. disse.

Fonte: Torcedores.com e Globoesporte.com