Visando o clássico contra o Flamengo, no próximo sábado, às 17h, o Botafogo treinou na manhã desta quarta-feira em General Severiano, em atividade fechada à imprensa. Logo após as atividades, o volante Airton participou de coletiva e fez uma análise do seu momento dentro do clube.

Conhecido por ser um jogador que não foge de divididas e considerado violento por muitos, Airton fez questão de rejeitar esse rótulo e disse que é perseguido pela arbitragem por uma imagem que já ficou no passado.

“Acho que [apaguei a imagem de violência] sim, mas tem alguns árbitros ainda que me perseguem. Tem jogos que sou o jogador que sofre mais faltas do time, aí eu faço uma falta que não é violenta, falta simples, e o árbitro já vem com amarelo. Acho que essa minha imagem já ficou para trás, espero que os árbitros me olhem com outros olhos”, afirmou o jogador.

O volante vem sendo um dos principais jogadores do Alvinegro no ano e revelou que parte de sua mudança tem como responsáveis Ricardo Gomes, ex-técnico do clube, e Jair Ventura, que segue no comando atualmente.

“O Cacá Azeredo (vice-presidente de futebol) e o Jair brigaram por uma renovação minha. O professor Ricardo na pré-temporada chegou a conversar comigo, falou que eu tinha qualidade, não precisava recorrer às vezes a certo tipo de lance. Tinha hora ali que eu perdia a cabeça, eu pude colocar ela no lugar e hoje estar fazendo um bom campeonato”.

Depois de um começo de ano complicado, o Botafogo vai chegando perto de garantir vaga na próxima edição da Libertadores e o jogador revelou que esse é o grande objetivo, citando a volta por cima que a equipe conseguiu.

“Vai ser muito importante não só para a gente, mas para o clube também. Não começamos o campeonato muito bem, todos falavam que íamos ser rebaixados, e hoje estamos brigando por uma vaga. A gente vai fazer de tudo para conseguir e poder comemorar em dezembro. Nosso objetivo primeiro foi livrar da zona, isso foi concluído, e agora podendo ano que vem chegar à Libertadores”

Airton também falou sobre possíveis sondagens que teria recebido, mas garantiu que seu desejo é continuar no Botafogo, clube com o qual tem vínculo até o fim do próximo ano.

“Estou tranquilo. Fico feliz de receber algumas sondagens, mas estou focado. Tenho contrato até o fim de 2017 e espero cumprir esse contrato”.

Nas atividades desta manhã, o destaque fica por conta da volta de Bruno Silva aos treinamentos, depois de um traumatismo craniano. Além disso, Rodrigo Pimpão foi poupado e apenas correu em volta do gramado, sem nem calçar as chuteiras.

Fonte: O Dia Online