O drama do Botafogo para se afastar da zona de rebaixamento teve um momento de calmaria. Neste domingo, a equipe carioca venceu o Corinthians por 1 a 0, no Nilton Santos, pela 34ª rodada do Brasileiro. Em coletiva, o técnico Alberto Valentim definiu o triunfo como ‘enorme’ e destacou a entrega dos jogadores até o fim da partida.

– Vitória importantíssima, de um tamanho enorme. A gente consegue chegar aos 39 pontos, nos distanciar dos times que lutam contra o rebaixamento. Fizemos o gol, nosso time poderia ter jogado mais, mas enaltecer todo o espírito da equipes, todos procurando se ajudar, Corinthians não criou chances claras. Sabíamos que seria difícil, porque Corinthians marca bem, todos de parabéns – afirmou. 

Após 10 anos de jejum sobre o Corinthians, Diego Souza enfim balançou a rede. Questionado sobre o atacante, o treinador exaltou a postura dele nos jogos.

– É um jogador importante, que nos ajudou muito, Sabia que quando a bola caísse nele, ele daria essa qualidade nas finalizações, em segurar a bola também. Nós vamos precisar de todos os jogadores. Precisamos muito do Diego e de todos nessas próximas quatro partida. Luiz Fernando entrou e fez bom trabalho, Lucas Barros também entrou muito bem, Vinicius procurou ajudar. Fiz um pedido para que todos se recuperem bem para nos prepararmos para a Chapecoense, outra final pra gente.

O resultado se aproxima do fim e muitos times fazem contas para saber o futuro. Alberto Valentim visa vitória diante da Chapecoense para ficar ainda mais afastado do Z4, mas salientou que não se livra.

– A nossa conta agora são os três pontos contra a Chapecoense, não tem pensamento em outro adversário. Não vai nos livrar ainda, mas vai nos deixar mais afastados da zona de rebaixamento. Nossa partida mais importante agora é contra a Chapecoense.

Com o resultado, o Alvinegro se encontra na 14ª colocação, com 39 pontos, respira na luta contra a zona de rebaixamento e entra na zona de classificação para a Sul-Americana. Na quarta-feira, o Botafogo enfrenta a Chapec, às 19h30, na Arena Condá.

Fonte: Terra