Restando sete partidas para o final do Campeonato Brasileiro, o Botafogo pode vir a contar com um reforço de peso. O goleiro Gatito Fernández, em entrevista coletiva nesta quarta-feira (31), deve confirmar seu retorno aos jogos. O paraguaio não atua desde o dia 23 de abril, quando sofreu uma contusão óssea e lesão ligamentar no punho diante do Sport. Às vésperas de voltar, no final de agosto, o arqueiro sentiu um novo problema na mão direita, desta vez uma lesão tendinosa no punho. Por este motivo, se iniciou um novo tratamento, com o objetivo de cicatrização do tendão.

“Processo um pouco complicado, porque estou sempre com dor no punho, onde tive a lesão. Estou treinando sempre, como podem ver, na maioria das vezes separado. Treino com dor, às vezes é menor, aí consigo encaixar treino com grupo (…) Estou muito ansioso e, muitas vezes, fico decepcionado comigo mesmo. Mas não consigo em algumas ocasiões. Sigo com o grupo, treinei cinco vezes com eles depois do jogo contra o Vitória, mas, com o acúmulo de trabalho desses dias, voltei a sentir dores mais fortes, que me limitam a fazer certos movimentos”, declarou Gatito em entrevista no dia 5 de outubro.

A experiência do goleiro, que tem 30 anos, será fundamental na luta do Botafogo para escapar do rebaixamento. Nas últimas sete partidas do Brasileirão do ano passado, apesar do Glorioso não ter ido bem, Gatito Fernández foi o menos culpado. O arqueiro foi vazado 10 vezes. O Alvinegro Carioca, naquela ocasião, acumulou quatro derrotas, dois empates e uma vitória.

Ao todo, em 2017, Gatito disputou 31 jogos no Campeonato Brasileiro. Com ele em campo, o Botafogo conquistou 12 vitórias (39%), oito empates (26%) e 11 derrotas (35%). Em 2790 minutos em campo, o paraguaio sofreu 36 tentos. Na ocasião, o Clube da Estrela Solitária terminou na 10ª posição, com 53 pontos.

Jefferson

Sem atuar desde o dia 21 de julho, quando lesionou a traqueia tentando evitar um gol de Lucas Paquetá, do Flamengo, Jefferson é outro que pode retornar em breve. O goleiro vem treinando normalmente e depende apenas da parte física para voltar aos jogos. Nesta temporada, o ídolo alvinegro esteve em campo em 12 jogos do Campeonato Brasileiro. Com ele em campo, foram quatro vitórias (33%), três empates (25%) e cinco derrotas (42%). O arqueiro sofreu 16 gols.

Em 2017, Jefferson disputou apenas seis jogos no Campeonato Brasileiro. Foram duas vitórias (33%), três empates (50%) e uma derrota (17%). O goleiro acumulou 540 minutos em campo e foi vazado cinco vezes.

Fonte: Esporte 24 Horas